Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Xiaomi entra no mercado de tablets no Brasil e lança celular com 5G

Além do tablet Pad 5 e do celular Android Xiaomi 11 Lite 5G , a empresa também anunciou a chegada de novos fones de ouvido com cancelamento de ruído

A chinesa Xiaomi anunciou hoje a sua entrada no segmento de tablets no mercado brasileiro. A empresa traz ao país o modelo chamado Pad 5, que compete contra o iPad, da Apple. O aparelho é voltado a consumidores que buscam um dispositivo que possa ser usado para a produtividade e para o entretenimento, segundo a empresa, podendo até mesmo ser um substituto do notebook. 

O aparelho tem tela de 11 polegadas (WQHD+ de 120 Hz de taxa de atualização de imagem) e quatro caixas de som com tecnologia Dolby Atmos para reprodução de vídeos e músicas.  O sistema operacional Android, que vem no dispositivo, tem a interface chamada Mi UI, da própria Xiaomi, que permite, por exemplo, o uso de dois aplicativos ao mesmo tempo. 

A câmera traseira é de 13 megapixels e a frontal é de 8 megapixels (Full HD). A câmera principal foi pensada para ser funcional, especialmente, para registros rápidos ou digitalização de documentos, enquanto a dianteira foi pensada para videochamadas.

O tablet tem processador da Qualcomm, modelo Snapdragon 860, o mesmo utilizado no celular gamer Poco X3 Pro. Para compor o combo de desempenho, o aparelho tem RAM de 6 GB. Já a memória de armazenamento é de 128 GB. 

Para oferecer até 16h para reprodução de vídeos, 20h de leitura ou 10h de jogos, o Pad 5 tem bateria com capacidade de 8,720 mAh. O preço sugerido do aparelho é de 4.299 reais.

“Em primeiro lugar, este é um momento global no qual a Xiaomi passa a focar na linha de tablets. Em segundo lugar, o Brasil é um mercado em potencial para esse tipo de tablet, voltado ao trabalho, mas que possa, também, desempenhar diversas funções. Esse é um produto que pode substituir um notebook pesado e que tem bateria que dura pouco. Ele é do tamanho de um livro, super leve e tem bateria para um dia todo”, afirma Luciano Barbosa, líder da operação da Xiaomi no Brasil, em entrevista para a EXAME

Com vendas para o setor público em alta, o mercado de tablets registrou um crescimento explosivo no primeiro trimestre de 2021, ante o mesmo período no ano passado. De acordo com a consultoria americana IDC, o setor teve crescimento nas vendas de 52,3%, enquanto a receita teve salto de 149,5% e chegou a 964.200 reais. Dessa quantia, 572.200 reais vieram de vendas no varejo e 391.900 reais foram referentes às vendas no setor corporativo.

Xiaomi 11 Lite 5G 

O smartphone chamado Xiaomi 11 Lite 5G é o primeiro da linha Lite compatível com a internet móvel 5G da fabricante no Brasil. 

O aparelho tem câmera tripla, sendo a principal de 64 megapixels e as adicionais são telefoto (zoom) e ultra-wide. No software, o celular também conta com o modo noturno para melhoria de imagens, como na grande maioria dos dispositivos de outras marcas. A câmera dianteira tem 20 megapixels e recursos de inteligência artificial para embelezamento de pele do usuário.

Xiaomi 11 Lite 5G Xiaomi 11 Lite 5G: smartphone tem processador Snapdragon 778G

Xiaomi 11 Lite 5G: smartphone tem processador Snapdragon 778G (Xiaomi/Divulgação)

O smartphone será vendido em cores preto, branco e azul. O corpo do produto tem 6,81 milímetros e chega a ser mais fino do que um lápis. Seu peso é de 158 gramas. O acabamento da pintura do produto é fosca para reduzir marcas de impressões digitais do usuário no manuseio diário. 

Por dentro, o aparelho tem o processador Snapdragon 778G, que viabiliza, por exemplo, o uso de dois chips de telefonia 5G. A bateria tem capacidade de 4250 mAh, carregador de 33 watts na caixa. O smartphone vai de zero a 100% da carga em 55 minutos carregando na tomada.

O Xiaomi 11 Lite 5G será vendido com 6 GB de RAM e 128 GB de memória por 3.999 reais.

De acordo com Barbosa, o grande volume de procura e vendas para a Xiaomi tem sido de aparelhos com até 128 GB de memória. “Buscamos o modelo mais bem encaixado no mercado para atingir o maior público possível. Vamos observar o comportamento do consumidor e avaliar a versão de 256 GB. Fora isso, queríamos um produto que não ultrapasse a casa dos 4 mil reais”, afirma. 

Fones de ouvido

A Xiaomi lança também hoje os fones de ouvido Redmi Buds 3 Pro. Os fones contam com seis microfones para captação da voz e para realização do processo de cancelamento de ruídos externos. Ele tem três modos de cancelamento de ruído: leve, forte e um terceiro modo que, na verdade, amplifica sons externos.

Fones de ouvido Redmi Buds 3 Pro Redmi Buds 3 Pro: fones de ouvido da Xiaomi têm tecnologia de cancelamento de ruído

Redmi Buds 3 Pro: fones de ouvido da Xiaomi têm tecnologia de cancelamento de ruído (Xiaomi/Divulgação)

O produto pode se conectar a dois aparelhos ao mesmo tempo, graças ao padrão Bluetooth 5.2, e trocar o pareamento automaticamente quando o usuário inicia a reprodução de algum som em um dos seus dispositivos conectados. Via software nos aparelhos da mesma marca, a transição da conexão do acessório é facilitada. O preço sugerido dos novos fones da Xiaomi no Brasil é de 899 reais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também