WhatsApp, Instagram e YouTube são os apps mais usados na pandemia

Pessoas buscaram usar os aplicativos principalmente para ter distração (73%); em seguida, veio a busca por bem-estar (58%) e sentimentos positivos (56%)

Quais são os aplicativos mais usados pelas pessoas durante a pandemia do novo coronavírus? Segundo uma pesquisa do Núcleo de Marketing e Consumer Insights (NUMA), da ESPM, o WhatsApp é disparado o líder, usado por 97% dos brasileiros. O Instagram também tem uma alta aderência, de 88%, enquanto o YouTube, em terceiro, é usado por 75% dos pesquisados.

A Netflix está em quarto lugar, usado por 68% dos entrevistados. Já o aplicativo de delivery mais usado durante o distanciamento social foi o iFood (41%).

A pesquisa foi feita com 387 pessoas, sendo que 60% eram mulheres, 51% estudantes e 27% têm renda familiar mensal acima de 20 mil reais.

De acordo com o levantamento, as pessoas buscaram usar os aplicativos principalmente para ter distração (73%). Em seguida, veio a busca por bem-estar (58%) e sentimentos positivos (56%).

Quando os dados são olhados por faixa etária, é possível identificar que pessoas acima dos 45 anos usam mais os aplicativos para manter contato com amigos e parentes. As pessoas entre 25 e 34 anos são as que mais pedem comida e os mais jovens, de até 17 anos, preferem aplicativos de filmes, séries e vídeos.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.