Tecnologia

Tinder: 65% dos usuários estão casados ou em um relacionamento

Pesquisa revela que muitos usuários do app de encontros não estão interessados em monogamia

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 17 de julho de 2023 às 15h50.

Última atualização em 19 de julho de 2023 às 09h38.

Uma pesquisa feita pela Sky News abordando o nível de satisfação de usuários do Tinder revelou dados intrigantes sobre a plataforma: aproximadamente 65,3% dos entrevistados já possuíam algum tipo de vínculo amoroso, estando casados ou comprometidos em algum relacionamento.

Ainda mais surpreendente, cerca de 50,3% dos usuários da plataforma não demonstraram interesse autêntico em agendar encontros, segundo o levantamento.

A pesquisa contou com a participação de aproximadamente 1.400 usuários com idades variando de 18 a 74 anos. A equipe de pesquisa conduziu uma série de questionamentos, focando principalmente nas motivações dos usuários para o uso do aplicativo e na quantidade de encontros que efetivamente ocorreram.

Os dados revelam uma tendência interessante: muitos usuários mantêm-se ativos em aplicativos de relacionamento, não com o objetivo de buscar encontros, mas por motivos semelhantes aos que os levam a usar redes sociais.

A pesquisa sugere que, para esses usuários, as plataformas de relacionamento transformaram-se em fontes de entretenimento e conexão social, fornecendo ainda uma elevação da autoestima através das curtidas e demonstrações de interesse.

A Sky News apontou esse fenômeno com base na pesquisa, destacando que a possibilidade de estabelecer conexões genuínas pode estar se reduzindo. Isso ocorre pelo fato de que menos pessoas parecem estar verdadeiramente buscando essa conexão. Como resultado, a insatisfação com o aplicativo entre seus usuários tende a se intensificar.

Tinder contesta a pesquisa

Para o app, os dados da pesquisa são impreciso e não remetem ao que de fato acontece na comunidade de usuários. Segundo a empresa, o recurso 'Tipos de relacionamento' no aplicativo permite que os membros sinalizem interesse em um dos cinco tipos de relacionamento, com quase 70% dos membros selecionando a monogamia como o tipo de relacionamento desejado.

Em nota, o app de relacionamento o afirma: “Com base nos dados do Tinder e no entendimento sobre membros do app, as descobertas destacadas neste estudo são totalmente imprecisas e enganosas. Na pesquisa, os entrevistados receberam basicamente três opções para se descreverem - 'celibatário', 'em um relacionamento' ou 'viúvo' - sem opção para 'solteiro'. Isso resultou em uma representação completamente distorcida e falsa de quem são os membros do Tinder e o que eles estão procurando”.

Acompanhe tudo sobre:AppsTinder

Mais de Tecnologia

Aeroportos registram queda no extravio de bagagens após implementação de novas tecnologias

Volta do presencial prejudica profissionais de tecnologia do Norte e Nordeste

IBM Consulting troca gerente geral para renovar foco em projetos de inteligência artificial

Tecnologia vira aliada no cuidado de idosos na China

Mais na Exame