Acompanhe:

Empresa argentina Botmaker incorpora ChatGPT para clientes do Brasil

Com a ferramenta de inteligência artificial (IA), a empresa espera aumentar 9 vezes a velocidade dos serviços de atendimento aos clientes

Modo escuro

Continua após a publicidade
ChatGPT: o robô inteligente da OpenAI também é capaz de contar piadas, responder dúvidas gerais e dar conselhos sobre a vida humana (NurPhoto / Colaborador/Getty Images)

ChatGPT: o robô inteligente da OpenAI também é capaz de contar piadas, responder dúvidas gerais e dar conselhos sobre a vida humana (NurPhoto / Colaborador/Getty Images)

A
André Lopes

Publicado em 9 de janeiro de 2023 às, 15h58.

Última atualização em 12 de janeiro de 2023 às, 14h42.

O ChatGPT, inteligência artificial (IA) que atende perguntas de usuários, já pode ser implementada por empresas brasileiras para atender consumidores em seus canais de atendimento ao cliente.

LEIA TAMBÉM: ChatGPT: conheça a inteligência artificial capaz de escrever artigos, roteiros e músicas

A novidade foi disponibilizada pela Botmaker, um empresa fundada na Argentina que já faz 30% do faturamento no Brasil, atendendo clientes como Arcos Dorados, Mercado Livre, Americanas e Adidas. A empresa cobra em média US$ 0,5 por usuário final (o cliente da conversa).

O nível de interação entre o atendimento ao cliente e os chatbots da Plataforma Botmaker pode atingir a mesma capacidade de entrega dos buscadores da web e, segundo a empresa, permite que os profissionais de atendimento e suporte melhorem a produtividade em até 9 vezes, digitando previamente as respostas às consultas recebidas.

De acordo com Júlio Zaguini, country manager da Botmaker Brasil, quando um cliente tem uma dúvida específica, o atendimento aciona a funcionalidade OpenAI, que entra em ação via plataforma Botmaker, trazendo opções de respostas que podem ser desde sugestões de presentes, até esclarecer dúvidas, informações adicionais, esclarecimentos e condições especiais.

''A aplicação é similar à do ChatGPT, atendendo diferentes segmentos e verticais de negócios de maneira universal, incluindo assuntos corporativos, comerciais, econômicos, acadêmicos e científicos”, completa o Country Manager da Botmaker Brasil.

A OpenAI utiliza uma tecnologia de IA chamada Generative Pre-Trained Transformer, eis o termo em inglês para a sigla GPT. O formato de diálogo permite que o ChatGPT responda a perguntas de acompanhamento, admita seus erros, conteste premissas incorretas e rejeite solicitações inadequadas.

Dado o potencial da ferramenta, atraiu a atenção de empresas como Microsoft, que já investiu US$ 1 bilhão no negócio, e ganhou a preferência na comercialização de novas tecnologias para serviços como o Bing e o Microsoft Design.

LEIA TAMBÉM: Microsoft espera que ChatGPT torne o Bing mais inteligente

Últimas Notícias

Ver mais
Assistentes financeiros digitais são a próxima inovação da união entre blockchain e IA
Future of Money

Assistentes financeiros digitais são a próxima inovação da união entre blockchain e IA

Há 4 horas

Integração de IA e blockchain impulsiona revolução em finanças, tecnologias e empresas
Future of Money

Integração de IA e blockchain impulsiona revolução em finanças, tecnologias e empresas

Há 5 horas

7 Tendências no Mundo do Trabalho Pós Inteligência Artificial
seloCarreira

7 Tendências no Mundo do Trabalho Pós Inteligência Artificial

Há um dia

Regulação da IA precisa proteger direitos fundamentais, diz Barroso
Inteligência Artificial

Regulação da IA precisa proteger direitos fundamentais, diz Barroso

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais