Tecnologia

ChatGPT: conheça a inteligência artificial capaz de escrever artigos, roteiros e músicas

Preparado para conversas complexas com os usuários, o robô inteligente da Open AI também é capaz de contar piadas, responder dúvidas gerais e dar conselhos sobre a vida humana

Inteligência artificial (Getty Images/Getty Images)

Inteligência artificial (Getty Images/Getty Images)

Depois da onda de inteligências artificiais (IA) capazes de criar imagens, retratos e reimaginações artísticas apenas com uma sugestão escrita, um novo experimento tem permitido fazer perguntas e obter respostas complexas apenas com um comando de texto - quase como uma Alexa que responde em texto.

Chamado de ChatGPT, a novidade é um chatbot com IA de "Aprendizado por Reforço com Feedback Humano", desenvolvida pela OpenAI, empresa que já teve apoio de Elon Musk também responsável pelo gerador de arte AI Dall-E.

Para responder as diferentes perguntas e simular uma conversa, a IA usa uma vasta quantidade de fontes de dados e textos e espera do usuário a confirmação de que fez o trabalho correto. Assim, diferente das ferramentas tradicionais de buscas - como o Google -, o ChatGPT precisa que a interação seja em forma de bate papo.

Fique por dentro das MAIORES inovações digitais que já estão em curso no mercado agro  e que vão transformar profundamente o seu negócio.

O objetivo, segundo seus criadores, é o de reproduzir cada vez mais os modelos de interação humana. Os resultados das pesquisas são respostas concisas e adaptadas ao interesse de cada usuário. Sendo assim, quanto mais interação com humanos, mais o sistema deve saber trazer respostas que fazem sentido. É por isso que a página do ChatGPT incentiva o diálogo com a máquina.

De acordo com empresa OpenAI, para criar a IA, foi necessário treinar "um modelo inicial usando um ajuste fino supervisionado", em outras palavras, foram treinadores humanos de inteligência artificial que ensinaram o ChatGPT a conversas.

Além de interagir com as pessoas e trazer respostas para perguntas, o sistema é capaz de criar músicas, roteiros, artigos e até poemas. Nas redes sociais, têm viralizado casos de usuários que testaram o potencial de criação da ferramenta, como a possibilidade de criar uma “peça para piano no estilo de Mozart”.

Contudo, a própria OpenAI admite que o sistema ainda pode ser imprecisa em relação as informações que traz. Outro problema do ChatGPT é a confiabilidade: ele não revela a fonte de onde veio a informação e, por vezes, acaba misturando ficção com a realidade.

Se deseja experimentar o ChatGPT, clique no link e siga os seguintes passos:

  • Clique em "Sing up";
  • Crie uma conta na opção "Create an OpenAI account";
  • Informe um e-mail e senha;
  • O sistema vai enviar um código de confirmação para validar a conta para seu celular;
  • Clique em "Try it" no topo da tela;
  • Desafie o o ChatGPT com o assunto que você preferir

É possível pedir que a inteligência artificial crie redações com os últimos temas do Enem, por exemplo. Logo vale arriscar qualquer pedido e ir sugerindo modificações. Tente um texto simples para postar nas redes sociais ou um pequeno código de programação.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificial

Mais de Tecnologia

Novidade no antigo Twitter: Elon Musk oculta curtidas no X

Muito além da IA: 10 novidades para esperar no seu iPhone e iPad

Brasil será primeiro país a receber recurso antirroubo do Google para android

Musk critica aliança Apple-OpenAI e ameaça barrar iPhone em suas empresas

Mais na Exame