Tecnologia

Samsung confirma rival para o iWatch da Apple

Executivo do alto escalão da empresa confirmou a Bloomberg que Samsung está, já há algum tempo, desenvolvendo um relógio inteligente


	Conceito de Yrving Torrealba mostra como pode ser o iWatch: relógio inteligente da Apple já tem concorrente na Samsung
 (Yrving Torrealba)

Conceito de Yrving Torrealba mostra como pode ser o iWatch: relógio inteligente da Apple já tem concorrente na Samsung (Yrving Torrealba)

Gabriela Ruic

Gabriela Ruic

Publicado em 19 de março de 2013 às 12h12.

São Paulo – O iWatch, relógio inteligente que a Apple estaria desenvolvendo, não foi nem oficializado, mas já ganhou um rival de peso. De acordo com informações do site Bloomberg, a Samsung confirmou que está trabalhando em uma versão própria do gadget. Segundo o site, Lee Young Hee, vice-presidente da Samsung para negócios móveis, declarou em uma entrevista que a empresa está já há algum tempo preparando um relógio inteligente.

“Estamos trabalhando duro para desenvolvê-lo. Preparamos produtos para o futuro e um relógio inteligente é, definitivamente, um deles”, afirmou o executivo. Apesar de não trazer mais detalhes acerca das possíveis especificações técnicas do dispositivo, é notório que a Samsung pretende lançar mais três smartphones topo de linha ainda em 2013. Na semana passada, a empresa anunciou o aguardado Galaxy S4, abrindo caminho para dois novos aparelhos. E é possível que um deles seja o relógio inteligente, que poderia se chamar “Galaxy Watch”.

A declaração de Lee vem semanas depois que a própria Bloomberg publicou rumores de que Apple teria colocado 100 designers para trabalhar em um possível relógio inteligente. Segundo as fontes ouvidas pelo site, a ideia é que o iWatch reúna as mesmas funcionalidades, e possibilidades, oferecidas pelos principais produtos da empresa, o iPhone e o iPad. O objetivo da maçã, continuaram as fontes, seria o de lançar o novo dispositivo ainda em 2013.

Uma nova categoria

Enquanto os usuários se encantam com os smartphones topo de linha que desembarcam frequentemente no mercado, grandes empresas, como Apple e Samsung, já estão de olho no futuro: novas categorias de dispositivos que possam suprir a iminente saturação do mercado de celulares.

Números de analistas de mercado da Bloomberg Industries mostram que, até 2017, a indústria de smartphones irá desacelerar, reduzindo seu crescimento de 27%, previsto para 2013, até pouco menos de 10% em apenas quatro anos. Com as duas fabricantes cientes da plausível redução das vendas de smartphones é possível inferir que ambas buscam alternativas para o longo prazo.

Sobre o assunto, Lee, ainda em entrevista a Bloomberg, mostrou segurança ao afirmar que relógios inteligentes fazem parte das futuras estratégias da empresa, e possivelmente de todas as principais players do mercado. “A questão aqui é quem irá ser a primeira a comercializá-lo para que os usuários possam usá-lo de maneira significativa”, pontuou o executivo. 

Acompanhe tudo sobre:AppleApple WatchEmpresasEmpresas americanasEmpresas coreanasempresas-de-tecnologiaGadgetsIndústria eletroeletrônicaRelógiosRelógios inteligentesSamsungTecnologia da informação

Mais de Tecnologia

O que esperar do balanço da Nvidia, a mais nova queridinha de Wall Street

Quatro operadoras da China se unem para oferecer roaming 5G entre redes

Colher elétrica promete 'temperar' alimento sem utilizar mais sal

Plano do Instagram para engajar usuários pode dar certo?

Mais na Exame