Tecnologia

Marca famosa nos anos 1990 voltará a vender televisores no Brasil

Marca japonesa se juntou a uma empresa brasileira para retornar ao mercado e espera vender 1 milhão de smart TVs até 2026

 (Getty Images/Getty Images)

(Getty Images/Getty Images)

Lucas Agrela

Lucas Agrela

Publicado em 28 de abril de 2021 às 15h48.

Última atualização em 28 de abril de 2021 às 23h56.

“Os nossos japoneses são mais criativos que os japoneses dos outros”. Quem viveu os anos 1990 certamente tem lembranças das propagandas dos televisores da Semp Toshiba. A empresa foi um dos expoentes do segmento e quer retomar esse status. Separada da Semp (que hoje está com a TCL), a japonesa Toshiba se aliou à brasileira Multilaser para fabricar, distribuir e atender aos clientes dos novos aparelhos de TV que chegarão ao mercado brasileiro ainda no primeiro semestre.

A Multilaser firmou parceria com o grupo chinês Hisense, que, por sua vez, tem parceria global com a Toshiba. Com isso, a japonesa será uma das cerca de 20 marcas que a companhia brasileira possui atualmente no mercado, como a Ultra e a Rapoo. A empresa vende cerca de 5 mil produtos no Brasil e está presente em 40 mil pontos de venda, além de ter site próprio. 

O segmento de TVs, hoje dominado pela sul-coreana Samsung no Brasil, passa por uma fase de mudança de competidores. A japonesa Sony, por exemplo, decidiu deixar o setor, enquanto a brasileira Britânia lançou recentemente TVs com a sua marca própria (ela também mantém a marca Philco). 

“Enquanto marcas boas saem do mercado, estamos felizes em trazer uma marca com tecnologia de ponta de volta ao Brasil”, afirma André Poroger, vice-presidente de produto, em entrevista exclusiva para a EXAME. “Trazemos marcas internacionais para atuar em um segmento mais premium do mercado. A Multilaser continua com a estratégia de trazer o melhor da tecnologia com boa relação entre custo e benefício.” 

Fábrica da Multilaser, em Extrema (MG, fabricará TVs da Toshiba

Fabricação de TVs: Fábrica da Multilaser, em Extrema (MG, fabricará TVs da Toshiba (Multilaser)

Inicialmente, dois modelos de TV chegarão ao mercado ainda em maio. Os produtos terão telas de 55 e 65 polegadas e contarão com resolução 4K. O painel terá a tecnologia de pontos quânticos, também adotada por Samsung e TCL. Essa tecnologia rivaliza com os painéis OLED da sul-coreana LG.

O sistema operacional dos televisores é chamado Vidaa, diferente do Android, do Tizen e do webOS que já estão no mercado. Os principais aplicativos de streaming de vídeo estarão disponíveis, como Netflix e YouTube. As TVs também terão a assistente de voz Alexa, da Amazon, presente em outros televisores vendidos no Brasil.

O foco inicial em TVs de telas grandes se dá devido à intenção da empresa de passar uma percepção de sofisticação para os consumidores. “Há um crescimento no segmento de telas grandes, com 55 e 65 polegadas. A Toshiba vem para ocupar um espaço de marca premium no mercado. Nossa aposta de diferenciação é no design aliado à tecnologia”, diz Poroger. Mais aparelhos estão previstos para chegar neste ano com telas de 32 e 50 polegadas.

A expectativa da Multilaser é a de chegar a 100 mil peças vendidas em 2021 e em 1 milhão de peças até 2026.

No longo prazo, no quesito inovação, a marca que lançou a TV wide-screen no Brasil precisará mostrar novamente que seus japoneses são mais criativos do que os outros - e do que os sul-coreanos e chineses também.

Não perca as últimas tendências do mercado de tecnologia. Assine a EXAME.

Acompanhe tudo sobre:MultilaserSmart TVsToshibaTVs

Mais de Tecnologia

Dez anos de Spotify no Brasil: o app que extinguiu a pirataria e virou sinônimo de música

O que esperar do balanço da Nvidia, a mais nova queridinha de Wall Street

Quatro operadoras da China se unem para oferecer roaming 5G entre redes

Colher elétrica promete 'temperar' alimento sem utilizar mais sal

Mais na Exame