Tecnologia

iPhone X chega às lojas para delírio dos fãs

A forte demanda inicial ressalta a previsão de vendas otimista da Apple para a temporada de compras de fim de ano

iPhone X: aparelho vem uma década após o iPhone original, o produto que impulsionou a ascensão da Apple (Tatyana Makeyeva/Reuters)

iPhone X: aparelho vem uma década após o iPhone original, o produto que impulsionou a ascensão da Apple (Tatyana Makeyeva/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 3 de novembro de 2017 às 09h10.

Última atualização em 3 de novembro de 2017 às 10h01.

Sydney/Pequim - Longas filas se formaram fora das lojas da Apple na Ásia no início desta sexta-feira, com fãs se aglomerando para comprar o novo iPhone X, em contraste com os lançamentos mais fracos das duas últimas versões do smartphone premium.

A forte demanda inicial ressalta a previsão de vendas otimista da Apple para a temporada de compras de fim de ano, anunciada apenas horas antes do início das vendas do iPhone X.

Na Austrália, cerca de 400 pessoas ficaram na fila da principal loja da Apple, no centro de Sydney, para pagar 1.579 dólares australianos (1.218 dólares) pelo modelo do 10º aniversário, um dispositivo de vidro e aço inoxidável que o presidente-executivo Tim Cook considerou "o maior salto desde o iPhone original".

Apenas 30 pessoas apareceram em setembro para o lançamento do iPhone 8, uma versão atualizada do iPhone 7.

"É lindo, que sentimento, estou animado", disse o construtor Bishoy Behman, 18, à Reuters depois de ter comprado dois iPhone X como o primeiro na fila. Ele disse que acampou fora da loja por uma semana antes de pagar para melhorar seu lugar na fila durante a noite.

O iPhone X vem uma década após o iPhone original, o produto que impulsionou a ascensão da Apple para se tornar a maior empresa de tecnologia do mundo com um valor de mercado de 868 bilhões de dólares.

Na loja da Apple Omotesando em Tóquio, cerca de 550 pessoas aguardavam em uma fila que se estendia por 600 metros.

Em Cingapura, dois turistas da Tailândia - que não é um dos primeiros países de lançamento - foram os primeiros a receber seus iPhones encomendados antecipadamente em uma loja no distrito comercial de Orchard.

A Apple abriu as encomendas antecipadas em 27 de outubro e disse que a demanda estava "fora do normal". O aparelho possui uma tela de ponta a ponta projetada para cores mais profunda e uma câmera inovadora para identificação de reconhecimento de rosto.

Os analistas expressaram sua preocupação de que problemas de fornecimento impeçam que a Apple atenda a demanda inicial. A câmera, por exemplo, nunca foi fabricada no volume que a Apple exige.

O vice-presidente financeiro Luca Maestri disse à Reuters na quinta-feira que a Apple estava "bastante feliz" com a forma como a produção do iPhone X estava progredindo.

"A produção está crescendo todas as semanas, e isso é muito, muito importante ", disse ele.

Acompanhe tudo sobre:AppleiPhone XSmartphones

Mais de Tecnologia

TikTok passa a testar vídeos de 60 minutos e acirra disputa com YouTube

Como tirar o online do WhatsApp no Android? Confira o tutorial no app

Como escanear documentos no seu smartphone sem instalar nada

Como descobrir uma fonte a partir da imagem pela internet

Mais na Exame