Hackers assumem autoria de ataque que tirou do ar página da CIA

O grupo de piratas virtuais Lulz Security reivindicou também autoria dos ataques feitos há algumas semanas contra a Sony e a Nintendo

O grupo também assumiu ter invadido as páginas do Senado dos Estados Unidos a emissora pública PBS (Joel Saget/AFP)
O grupo também assumiu ter invadido as páginas do Senado dos Estados Unidos a emissora pública PBS (Joel Saget/AFP)
DR

Da Redação

Publicado em 27 de junho de 2011 às 13h30.

São Francisco - Piratas virtuais (Hackers), conhecidos pelo pseudônimo de Lulz Security, reivindicaram nesta quarta-feira a autoria do ataque que tirou do ar hoje a página da Agência Central de Inteligência (CIA) - cia.gov.

"Tango down - cia.gov", publicaram os Hackers na rede social Twitter. O comentário foi seguido pela frase "For the Lulz".

Na mesma data, o Lulz Security anunciou uma linha telefônica para receber ideias sobre novos possíveis pontos de ataque.

"Nosso número recebe entre 5 e 20 chamadas por segundo", disse LulzSec também através de mensagem do Twitter.

O mesmo grupo também reivindicou os ataques feitos há algumas semanas contra a Sony e a Nintendo.

O grupo de Hackers também assumiu os ataques feitos contra o Senado dos Estados Unidos, o canal de televisão público PBS e contra uma organização que trabalha para a Polícia Federal dos EUA (FBI).

Mais de Tecnologia

Pulga atrás da orelha: minha experiência com o Vision Pro, da Apple

Brasil é campeão no Mundial de Robótica em Houston

Em Santa Catarina, médico leva Apple Vision Pro para ser usado em cirurgia ortopédica

TikTok dá mais um passo para fora dos Estados Unidos

Mais na Exame