Google e Apple abrem semana de resultados de empresas trilionárias

Expectativa é que trimestre tenha sido de boas vendas e ganhos altos para gigantes de tecnologia
Gigantes de tecnologia: empresas apresentam resultados do segundo trimestre esta semana (GettyImages/Getty Images)
Gigantes de tecnologia: empresas apresentam resultados do segundo trimestre esta semana (GettyImages/Getty Images)
T
Thiago LavadoPublicado em 27/07/2021 às 06:00.

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

A semana com os resultados trimestrais das empresas de tecnologia que valem 1 trilhão de dólares começa com Google e Apple nesta terça-feira, 26.

Os investidores aguardam por bons resultados, na linha dos que já surgiram até o momento: cerca de 24% das empresas do S&P 500 já divulgaram seus balanços do segundo trimestre e 88% deles vieram com lucros acima do esperado por analistas de Wall Street.

Com Apple e Google não deve ser diferente. A fabricante do iPhone deve ter um resultado de faturamento em torno de 72,9 bilhões de dólares, acima dos 59,6 bilhões do mesmo período de 2020. Analistas estão otimistas em relação aos lucros e até o preço das ações da gigante de tecnologia.

Tim Cook, CEO da Apple, pode trazer ainda detalhes importantes sobre o fim da fabricação do iPhone 12 Mini, modelo lançado no ano passado e que deve deixar a linha da empresa. O processo jurídico entre Apple e Epic Games, que gira em torno de vendas no segmento de serviço e nas lojas de aplicativos também está no radar, por ter se desenrolado em grande parte no trimestre e podendo trazer impactos para a divisão.

O otimismo se estende ao Google, que também conta com analistas aguardando resultados estrondosos. A expectativa é que a empresa apresente receita de 56,2 bilhões de dólares no período, bem acima dos 38,3 bilhões há um ano. As ações da empresa têm tido boa performance em 2021: a alta é de 47%, enquanto que o S&P 500 subiu 16%.

Os bons ventos se devem à alta pela demanda em publicidade digital, mercado em que o Google é líder, e apesar de a empresa ser alvo de uma série de reguladores nos Estados Unidos e na Europa. A divisão de computação em nuvem, um segmento de negócio que cresce conforme empresas migram para um formato mais digital, também deve ser fonte boas notícias.

Além de Google e Apple, gigantes como Amazon e Facebook também devem apresentar resultados esta semana, na quarta e quinta-feira, respectivamente.