Tecnologia

Futuro da Tesla: R$ 280 bilhões para manter Elon Musk?

Caso o pacote seja aprovado, Musk será o mais bem pago CEO da 'história moderna'

Fernando Olivieri
Fernando Olivieri

Redator na Exame

Publicado em 7 de junho de 2024 às 11h22.

A presidente do conselho da Tesla, Robyn Denholm, está convocando os acionistas da empresa a aprovarem o gigantesco pacote de pagamento de R$ 280 bilhões (aproximadamente US$ 56 bilhões) para Elon Musk ou correr o risco de perder o bilionário CEO para outros empreendimentos. A entrevista de Denholm foi dada para o The Verge.

Em 13 de junho, os acionistas da Tesla decidirão o destino do pacote de compensação de Musk, que está estimado em até R$ 280 bilhões. Será a segunda vez que os acionistas votarão sobre a remuneração do CEO, depois que um juiz de Delaware anulou a primeira votação no início deste ano, alegando que o processo de aprovação foi “profundamente falho”. Agora, a empresa está empenhada em convencer os acionistas a aprovarem a proposta pela segunda vez.

“Elon não é um executivo típico, e a Tesla não é uma empresa típica”, escreve Denholm em uma carta aos acionistas arquivada na Comissão de Valores Mobiliários (SEC). “Portanto, a maneira típica como as empresas compensam executivos-chave não vai gerar resultados para a Tesla. Motivar alguém como Elon requer algo diferente.”

Ela também sugere que Musk poderia se mudar para "outros lugares" sem a motivação adequada. “O que reconhecemos em 2018 e continuamos a reconhecer hoje é que uma coisa que Elon certamente não tem é tempo ilimitado”, diz Denholm. “Ele também não enfrenta escassez de ideias e outros lugares onde pode fazer uma diferença incrível no mundo. Queremos que essas ideias, essa energia e esse tempo estejam na Tesla, para o benefício de vocês, nossos proprietários. Mas isso requer respeito recíproco.”

'Não é sobre dinheiro'

A votação para aprovar o pacote de pagamento de R$ 280 bilhões, que tornaria Musk o CEO mais bem remunerado da história moderna, “não é sobre o dinheiro”, insiste Denholm. “Todos sabemos que Elon é uma das pessoas mais ricas do planeta, e ele permaneceria assim mesmo se a Tesla não cumprisse o compromisso que fizemos em 2018.”

Denholm sugere que Musk precisa de “motivação” na forma do maior pacote de pagamento já aprovado para um CEO para permanecer na Tesla, o que fala ao medo que muitos investidores sentem sobre seu futuro na empresa. Os muitos projetos de Musk — liderando empresas como SpaceX, The Boring Company, Neuralink, X, e xAI — têm desviado sua atenção da Tesla, que é a principal fonte de sua riqueza e popularidade.

Várias empresas de procuração recomendaram a não aprovação da proposta de pagamento de Musk. Mas as primeiras votações sugerem que ele pode acabar conseguindo o que quer. Um relatório da plataforma de negociação eToro do mês passado mostrou que cerca de 25% das ações da Tesla já votaram, disse a Reuters. Desses, mais de 80% foram a favor do pacote de Musk.

Ainda assim, Musk busca mais controle sobre a Tesla, na forma de uma participação de 25%, para atingir seus objetivos de desenvolver inteligência artificial e carros autônomos. (Ele atualmente detém cerca de 13% da empresa após vender bilhões de dólares em ações para adquirir o Twitter.) No X, ele ameaçou separar o trabalho de IA da Tesla em uma empresa independente se suas demandas não forem atendidas.

Acompanhe tudo sobre:Teslaelon-muskSpaceXMercados

Mais de Tecnologia

Mais 168 cidades podem ter internet 5G a partir de sexta-feira; veja a lista

Carros autônomos: os robotáxis começam a virar realidade para a Waymo, do Google

Empresa chinesa avança em tecnologia quântica com novo termômetro de óxido de rutênio

Vídeos curtos passam a ser a principal fonte de informação dos jovens, alerta relatório

Mais na Exame