Tecnologia

Drones brasileiros: Psyche Aerospace recebe aporte de R$ 15 milhões para drone agrícola autônomo

Empresa de São José dos Campos avança no desenvolvimento do maior drone de pulverização agrícola do mundo

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 29 de maio de 2024 às 14h49.

Última atualização em 29 de maio de 2024 às 14h51.

A Psyche Aerospace, startup aeroespacial sediada em São José dos Campos, no interior de São Paulo, conseguiu um aporte de R$ 15 milhões para o desenvolvimento do Harpia P-71, um drone de pulverização agrícola autônoma. Com a participação de um investidor de capital privado, a empresa superou a rodada de investimento Série A, alcançando um valor de mercado de R$ 75 milhões.

O produto da agtech pode se tornar o maior drone de pulverização agrícola autônoma do mundo. O teste do conceito (POC) deve acontecer no segundo semestre deste ano.

Fundada com recursos próprios, a startup recebeu seu primeiro aporte durante a fase de capital semente, com um valuation de R$ 10 milhões. A Psyche Aerospace cumpriu etapas cruciais de desenvolvimento do Harpia P-71, incluindo o primeiro voo realizado em março deste ano. Leal ressalta que a jornada da empresa demonstra a viabilidade de encontrar investidores individuais com visão empreendedora no Brasil.

Como parte do projeto, a empresa planeja produzir 120 drones e 30 estações de reabastecimento próprias até o lançamento oficial do Harpia P-71. Com capacidade para cobrir 300 mil hectares e armazenar 60 mil litros, as estações permitirão recargas rápidas, aumentando a eficiência na pulverização das culturas.

Acompanhe tudo sobre:DronesInvestimentos de empresas

Mais de Tecnologia

A Apple conseguirá salvar o Vision Pro?

Americanos confiam mais no TikTok para notícias do que em outras redes, diz pesquisa

Novidade no antigo Twitter: Elon Musk oculta curtidas no X

Muito além da IA: 10 novidades para esperar no seu iPhone e iPad

Mais na Exame