Acompanhe:

Brasileiro usa celular por mais de três horas por dia

Pesquisa mostra o quanto os brasileiros passam conectados no smartphone. Entre os mais jovens, tempo gasto é ainda maior

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Smartphone: brasileiro passa, em média, mais de três horas por dia conectado no celular
 (michaeljung/Thinkstock)

Smartphone: brasileiro passa, em média, mais de três horas por dia conectado no celular (michaeljung/Thinkstock)

B
Bruno do Amaral

Publicado em 16 de setembro de 2016 às, 10h24.

O brasileiro passa em média 3h14 por dia conectado com o celular, segundo indica pesquisa da associação de marketing móvel MMA realizada pela Millward Brown Brasil e NetQuest e divulgada nesta quinta, 15. Considerando apenas os jovens da geração millenials, a média é de 4h por dia conectado à Internet em um aparelho móvel.

Com destaque, atividades como fazer chamadas (89%), navegar na Internet (87%), acessar emails (85%) e mecanismos de buscas (71%). A pesquisa foi realizada com 1,2 mil pessoas de 14 a 55 anos.

Cresceu a propensão a clicar em publicidade online, segundo a MMA. Neste ano, 32% afirmavam não clicar em nenhuma propaganda, contra 41% em 2015. No período, o YouTube ultrapassou o Facebook como rede com mais visibilidade da publicidade.

Para millenials, 22% davam atenção à publicidade na Internet, contra 30% no ano anterior. A parcela que sempre dá atenção à publicidade subiu de 9% para 13%. A pesquisa indica também que quatro em dez usuários já efetuam compras de produtos e serviços via aplicativos, como roupas, taxis e ingressos.

O uso de aplicativos cresceu, segundo a entidade. Em 2016, os brasileiros usam em média oito apps por semana, contra seis no ano passado. A maioria (83%) afirmou fazer download de novos programas, e 34% contam com até dez apps em seus aparelhos.

Percepção das operadoras

A pesquisa da associação mostra 48% avaliam plano de dados como ruim, 13% como péssimo e 25% como "nem bom, nem ruim". Para 11%, o plano é considerado bom, enquanto apenas 3% consideram excelente.

Em 2015, os índices eram mais favoráveis às operadoras: 16% consideravam ruim e péssimo, 47% consideravam bom, 7% excelente e 30% neutros. A entidade ressalta, apesar da percepção negativa, aumentou a penetração de planos de dados de 60% para 67%.

Últimas Notícias

Ver mais
Argentina autoriza entrada da Starlink, a internet via satélite de Elon Musk
Tecnologia

Argentina autoriza entrada da Starlink, a internet via satélite de Elon Musk

Há 12 horas

"Ninguém fica para trás": na maior feira tech do mundo, a busca por 3 bilhões de novos clientes
Tecnologia

"Ninguém fica para trás": na maior feira tech do mundo, a busca por 3 bilhões de novos clientes

Há um dia

MWC 2024: as principais novidades da feira de tecnologia
Tecnologia

MWC 2024: as principais novidades da feira de tecnologia

Há um dia

BNDES aprova R$ 88,5 milhões para expansão da internet de banda larga na PB e no RN
Brasil

BNDES aprova R$ 88,5 milhões para expansão da internet de banda larga na PB e no RN

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais