Tecnologia

Blackberry PlayBook vai rodar aplicativos do Android

Confirmando os rumores, a Research in Motion (RIM) anunciou que seu tablet Blackberry PlayBook vai rodar aplicativos criados para o sistema operacional Android, do Google

BlackBerry PlayBook: o tablet da RIM vai rodar também aplicativos criados para o Android (Blackberry / Divulgação)

BlackBerry PlayBook: o tablet da RIM vai rodar também aplicativos criados para o Android (Blackberry / Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 9 de junho de 2011 às 20h50.

São Paulo — A Research in Motion (RIM) confirmou os rumores de que seu tablet Blackberry PlayBook vai rodar aplicativos criados para o sistema operacional Android, do Google. Para que seja possível utilizar esses aplicativos, será necessário instalar um programa emulador que estará disponível para download na loja App World, da RIM. 

O emulador fornecerá, no Blackberry OS, um ambiente fechado para a execução de aplicativos criados em linguagem Java e também para aqueles desenvolvidos para o Android. Esses terão de ser cadastrados, pelos desenvolvedores, na loja de aplicativos App World, da RIM. Ou seja, mesmo que o aplicativo já esteja no Android Market, o desenvolvedor terá de enviá-lo para uma nova aprovação, nesta vez pela RIM.

Com esse recurso, a RIM pretende solucionar a falta de aplicativos, um dos principais problemas para o lançamento de seu tablet. Além disso, a empresa vai suportar duas plataformas para jogos, a Unity e a AirPlay (da Ideaworks), e vai oferecer um kit para desenvolvedores interessados em criar aplicativos para o sistema BlackBerry OS.

O Playbook terá processador de dois núcleos, tela de 7 polegadas e suporte a vídeo em alta resolução. Também terá câmera frontal de 3 megapixel, câmera traseira de 5 megapixel (que filma em alta resolução) e conectores para vídeo e para ligação ao computador. O tablet será lançado dia 19 de abril nos Estados Unidos, inicialmente em versão sem conexão celular. O preço começa em 500 dólares.

Acompanhe tudo sobre:AndroidAppsBlackBerryEmpresasGoogleTablets

Mais de Tecnologia

Dez anos de Spotify no Brasil: o app que extinguiu a pirataria e virou sinônimo de música

O que esperar do balanço da Nvidia, a mais nova queridinha de Wall Street

Quatro operadoras da China se unem para oferecer roaming 5G entre redes

Colher elétrica promete 'temperar' alimento sem utilizar mais sal

Mais na Exame