Tecnologia

Apple pode ter primeira greve de sua história com funcionários do varejo

Funcionários de loja em Maryland disseram que estão em conversas "insatisfatórias" há um ano

Ação de trabalhadores inclui preocupação com equilíbrio entre vida pessoal e profissional (Future Publishing/Getty Images)

Ação de trabalhadores inclui preocupação com equilíbrio entre vida pessoal e profissional (Future Publishing/Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 13 de maio de 2024 às 07h56.

A Apple está prestes a ver sua primeira greve em suas operações de varejo depois que funcionários de uma loja em Maryland votaram pela autorização de uma paralisação contra a empresa.

Membros da Associação Internacional de Maquinistas e Trabalhadores Aeroespaciais votaram no sábado pela greve na Apple Store em Towson.

“Após mais de um ano de negociações com a administração da Apple que produziram resultados insatisfatórios, os trabalhadores deram um passo significativo ao votar a favor de uma greve na loja Apple Towson, sinalizando sua demanda coletiva por mudanças significativas”, disse a associação dos trabalhadores em comunicado divulgado pelo Quartz.

“As questões desta ação incluem preocupações com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, práticas imprevisíveis de agendamento de atividades que perturbam a vida pessoal e salários que não se alinham com o custo de vida da região.” Não há data definida para a greve.

Em 2022, a loja da Apple em Maryland foi a primeira da empresa a se sindicalizar. Naquela época, os problemas que levavam os trabalhadores do varejo da Apple a se organizar iam além de salários e benefícios: os trabalhadores também buscavam mais voz nas operações da empresa.

Em uma carta aberta de 2022 ao CEO, Tim Cook, os funcionários da loja em Maryland disseram que sua ação coletiva foi desencadeada por seu amor ao trabalho. O objetivo, disseram os funcionários, “era obter acesso a direitos que atualmente não temos”, e pediram a Cook que “pensasse diferente” e colaborasse com os funcionários em vez ficar apenas na defensiva.

Acompanhe tudo sobre:AppleGreves

Mais de Tecnologia

Vício em TikTok? O que é 'brainrot' e por que o termo está tão em alta

Mais 168 cidades podem ter internet 5G a partir de sexta-feira; veja a lista

Carros autônomos: os robotáxis começam a virar realidade para a Waymo, do Google

Empresa chinesa avança em tecnologia quântica com novo termômetro de óxido de rutênio

Mais na Exame