Quer disputar uma maratona? Pode ser em cima da esteira

Pedale no Tour da França ou corra a Maratona de Boston na rua de seu bairro ou na esteira de sua casa, com a ajuda da tecnologia

Não é regra, mas é quase unânime: atletas amadores se mantêm motivados por meio das competições. Provas de rua de 10 quilômetros ou maratonas inteiras, triatlo ou tours de ciclismo, o que importa é competir e colocar a medalha no pescoço no fim de tudo. Mas a pandemia do coronavírus forçou o cancelamento de todos os eventos desse tipo mundo afora e jogou um balde de água fria em quem tinha provas agendadas — acompanhadas, é claro, de meses de investimento financeiro, treinamento físico e mental. Sem perspectiva de retorno, as organizações estão anunciando versões virtuais de seus eventos.

É o caso da Maratona de Boston e do Ironman, dois dos mais tradicionais eventos esportivos do calendário mundial. “Nossa prioridade é proteger a saúde da comunidade. O mundo não pode vir a Boston neste ano, então levaremos a Maratona de Boston ao mundo com uma experiência virtual que capta o espírito, a comunidade e a celebração da corrida”, disse Tom Grilk, CEO da Boston Athletic Association. As taxas foram reembolsadas e novos corredores puderam se inscrever. O atleta deverá completar o percurso de 42.195 quilômetros entre os dias 7 e 14 de setembro, dentro de um perío­do máximo de 6 horas, e fornecer uma prova de tempo. Todos os que terminarem a corrida virtual receberão camiseta de participante, medalha, número de peito, entre outros suvenires.

O Ironman segue um formato parecido. “Na plataforma Ironman Virtual Club, os atletas competem, registram seus tempos e somam pontos, que podem ser trocados por produtos da linha licenciada e medalha”, explica Carlos Galvão, CEO da Unlimited Sports, organizadora de todas as etapas no Ironman no Brasil e do circuito de triatlo Triday Series. Os eventos estão acontecendo periodicamente, até o fim do ano.

Por aqui, competições de grande porte começam a trilhar esse caminho: as maratonas de São Paulo e do Rio de Janeiro já anunciaram que farão provas virtuais nas próximas semanas. “Recebemos pessoas de todos os cantos do país, e isso aumenta muito nossa responsabilidade. Em paralelo, observamos o interesse crescente do público brasileiro por corridas virtuais. Estudamos as plataformas e encontramos a que mais se conecta aos nossos objetivos”, explica Fernanda Cozac, diretora de marketing da Maratona do Rio de Janeiro. Todos os corredores que realizarem suas provas receberão medalha, e os quilômetros corridos serão revertidos em doações para ajudar no combate à covid-19.

O educador físico e diretor de assessoria esportiva Rodrigo Lobo estava inscrito em todas essas competições citadas. “Tinha pelo menos duas provas por mês planejadas para este ano e admito um pouco de preconceito com as provas virtuais”, diz. Como muitos, depois de perceber que não poderia voltar às provas de rua tão cedo, Lobo se rendeu e participou da L’Étape Virtual, uma das etapas do Tour da França de ciclismo. “Eu me senti na França, pedalando montanha acima junto com 4.000 pessoas do mundo todo”, diz. A prova acontece na plataforma Zwift, que pode ser conectada ao rolo de pedal indoor e a outros gadgets e garante, por meio de gráficos de alta resolução e resposta integrada com os acessórios do atleta, uma experiência extremamente realista. “Acredito que esse tipo de evento possa coexistir com os ­reais no futuro, funcionando como um simulador”, completa Lobo. Importante lembrar: segure a empolgação com as provas virtuais e participe de distâncias menores, além de não colocar muita expectativa na performance. Afinal, estamos todos longe de nossa melhor forma física.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.