Acompanhe:
seloRevista Exame

Com atenção às novas preocupações, setor de seguros cresceu na crise

O setor conseguiu crescer na crise com a oferta de produtos que atenderam as novas preocupações em alta dos brasileiros, como responsabilidade civil e seguro residencial

Modo escuro

Continua após a publicidade
Bradesco Seguros: destaque na oferta de planos de saúde (Omar Paixão/Exame)

Bradesco Seguros: destaque na oferta de planos de saúde (Omar Paixão/Exame)

M
Marcelo Sakate

Publicado em 20 de outubro de 2021 às, 22h00.

Última atualização em 22 de outubro de 2021 às, 16h12.

O setor de seguros encarou a chegada da pandemia como oportunidade. Coberturas que não tinham penetração tão ampla na sociedade deslancharam em meio a novas necessidades, como a do seguro residencial pela disseminação do home office (o patrimonial teve aumento de 10,2% na arrecadação), enquanto outras se mostraram ainda mais fundamentais, como a de saúde. Em um ano em que o setor de serviços encolheu 7,8%, o ramo de seguros cresceu 1,3% em prêmios, segundo dados da CNseg, a entidade que reúne as seguradoras que atuam no país.

Um destaque foi o avanço de apólices de responsabilidade civil, como prevenção a eventuais processos, com crescimento de 22,8%. Na contramão, um dos seguros mais populares do mercado brasileiro, o automotivo, teve queda de 2,1% com a redução dos deslocamentos. Apesar do desemprego recorde e da queda na renda real, o número de pessoas com algum plano de assistência médica no final de 2020 atingiu o maior patamar desde 2017, com 47,564 milhões de beneficiários. Um sinal de relevância reconhecida, mesmo com o papel fundamental do SUS.  


(Publicidade/Exame)

Últimas Notícias

Ver mais
Mondelēz Brasil abre vaga de estágio com salário de até R$ 2.100; VP de RH traz mais novidades
seloCarreira

Mondelēz Brasil abre vaga de estágio com salário de até R$ 2.100; VP de RH traz mais novidades

Há 5 horas

Quer trabalhar em qualquer lugar do mundo? Veja as vagas de home office desta semana
seloCarreira

Quer trabalhar em qualquer lugar do mundo? Veja as vagas de home office desta semana

Há um dia

É difícil trabalhar no modelo remoto?
ESG

É difícil trabalhar no modelo remoto?

Há um dia

O negócio que ele abriu no início da pandemia com R$ 500 deve faturar R$ 20 milhões em 2024
seloNegócios

O negócio que ele abriu no início da pandemia com R$ 500 deve faturar R$ 20 milhões em 2024

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais