Startup envia oferta de passagens por Whatsapp e já tem 38 mil assinantes

A ideia do negócio surgiu da constatação de que as pessoas recebiam promoções por e-mail, mas, quando viam a mensagem, a oferta já havia acabado.

São Paulo – Quem não quer ficar sabendo o quanto antes sobre promoções em passagens aéreas? Pois é exatamente este o serviço da startup Viagens na Web: basicamente, a empresa encontra trechos com preço reduzido e envia a promoção aos clientes via Whatsapp.

A ideia do negócio surgiu da constatação de que as pessoas assinavam serviços para receber promoções de passagens por e-mail. Porém, muitas demoravam para checar a caixa de entrada e, quando viam a mensagem, a promoção já havia acabado.

“O tempo que você fica no Whatsapp no celular é muito maior do que o tempo que gasta no e-mail ou no Facebook. Então esse é o melhor canal para comunicar as promoções. Esse é o nosso grande diferencial”, afirma o empreendedor, Gustavo de Bautzer Fusca, que usa o Whatsapp Business para operar o serviço.

Em funcionamento desde fevereiro, a startup já tem 38 mil assinantes cadastrados. Para enviar promoções relevantes a cada um, a empresa monitora 435 mil pares de cidades e datas nos sites das companhias, em busca de preços promocionais.

“Desenvolvemos um robô que faz essa busca nos sites de quatro em quatro horas. Temos um cálculo com a média de preço de cada trecho e, sempre que o robô encontra um valor 20% abaixo disso, ele nos envia um alerta”, explica Fusca.

Os preços interessantes são então agrupados por localidade. Assim, todos os assinantes do serviço que moram em São Paulo recebem os dados das passagens saindo da capital paulista. Já quem mora em Recife vai receber somente as promoções saindo de lá. As mensagens contém um link para o site da Viagens na Web, onde há mais informações sobre as promoções.

O serviço é gratuito para o usuário. A empresa tem uma parceria com as companhias aéreas e serviços promocionais e recebe uma comissão sempre que um cliente de fato compra a passagem após receber o aviso através da startup.

Mas a startup também pretende faturar com a venda de anúncios em seu site e estuda inclusive formas de fazer anúncios via Whatsapp. “É algo novo, mas tem que ser feito com muito cuidado, para não virar spam”, afirma o empreendedor.

Ele conta que, para isso, que a startup criou um chatbot para responder a solicitações dos clientes. “A pessoa pode mandar uma mensagem do tipo ‘quero passagens para Lisboa’, e o chatbot responde com ofertas. Depois disso, ele pode eventualmente enviar um anúncio do tipo ‘Conheça o hotel tal em Lisboa’”, explica.

Apesar de ter quase todos os seus processos automatizados, Fusca garante que, caso o cliente precise, pode contatar a empresa para tirar dúvidas e será atendido por alguém da equipe.

Até agora, Fusca fez um investimento de 80 mil reais no negócio e vendeu 62 passagens através do sistema. “É um número muito baixo em termos absolutos, mas considerando o tempo que estamos no mercado e o tamanho da nossa base, é um bom número”, afirma.

A expectativa do empreendedor é atingir 100 mil clientes cadastrados, chegar ao ponto de equilíbrio em até três meses e passara a dar lucro a partir de agosto.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.