PME

Fintech com DiCaprio e Orlando Bloom entre investidores mira IPO

A fintech Aspiration quer abrir o capital, e já tem ajuda de famosos entre os investidores para isso

A fintech Aspiration tem famosos entre seus principais investidores (NurPhoto / Colaborador/Getty Images)

A fintech Aspiration tem famosos entre seus principais investidores (NurPhoto / Colaborador/Getty Images)

B

Bloomberg

Publicado em 24 de maio de 2021 às 14h20.

Última atualização em 24 de maio de 2021 às 14h34.

A Aspiration, uma empresa de tecnologia financeira com atores famosos entre os investidores, planeja abrir o capital.

A empresa com sede em Los Angeles pode buscar uma listagem por meio de uma oferta pública inicial tradicional ou outra via, segundo uma pessoa a par do assunto, que não quis ser identificada. Os investidores do unicórnio incluem os atores Robert Downey Jr., Leonardo DiCaprio e Orlando Bloom, o banco de investimento Allen & Co. e o cofundador do EBay, Jeff Skoll.

A Aspiration pode estrear no mercado ainda este ano e está em negociações com banqueiros, disse a pessoa. O plano ainda está nos estágios iniciais.

Um representante da Aspiration não quis comentar os planos da empresa.

A fintech, sob o comando de Andrei Cherny, busca aproveitar a expansão dos investimentos ambientais, sociais e de governança, ou ESG, na sigla em inglês. A Aspiration promete que os depósitos “nunca irão para o financiamento de projetos de combustíveis fósseis, armas de fogo ou campanhas políticas”, de acordo com o site da empresa. Os clientes da Aspiration dobraram para mais de 4 milhões no último ano, disse a fonte.

A Aspiration tem uma conta de poupança com rendimento percentual anual de até 1%, e até 2,5 milhões de dólares por depositante são garantidos pelo Federal Deposit Insurance Corp., de acordo com o site.

A Aspiration também anunciou na segunda-feira salário-mínimo de 25 dólares por hora com efeito imediato. O valor é maior do que o salário-mínimo pago pelos maiores bancos dos Estados Unidos. O Bank of America disse que aumentará seus salários mais baixos para esse nível até 2025.

Saiba o que acontece nos bastidores das principais startups do Brasil e do mundo Assine a EXAME

Acompanhe tudo sobre:FintechsLeonardo DiCaprioStartups

Mais de PME

Mais na Exame