Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Como criar uma startup de internet com pouco dinheiro

Conheça os "atalhos" usados por uma startup que gastou menos de US$ 2 mil para ir ao ar

Modo escuro

Continua após a publicidade
Segmento de pequenas e micro empresas foi o único que teve alta nas falências (stock.XCHNG)

Segmento de pequenas e micro empresas foi o único que teve alta nas falências (stock.XCHNG)

D
Daniela Moreira

Publicado em 13 de julho de 2011 às, 06h12.

São Paulo - Tem uma ideia de negócio de internet e quer colocar o projeto no ar sem gastar muito dinheiro? A starup MyGeekDay tem a fórmula. Criada em pouco mais de um mês, a plataforma especializada na venda de artigos para geeks foi ao ar com um investimento de apenas US$ 2 mil.

Utilizando os recursos certos, é possível gastar menos com hospedagem, design e programação e colocar o projeto no ar o mais rápido possível, diminuindo as chances de que a concorrência chegue na frente.

Confira, a seguir, algumas dicas que podem ajudar a enxugar os custos na hora de montar um negócio online:

1. Domínio rápido

O primeiro passo, antes mesmo de decidir o nome da empresa, é fazer uma pesquisa para descobrir se o respectivo domínio está disponível. Em sites como o estrangeiro GoDaddy e brasileiro RedeHost, é possível comprar o domínio desejado com apenas um clique. O preço para registrar um domínio .com.br é partir de R$ 30 ao ano. Já um domínio .com sai por US$ 19 anuais.

2. Design econômico

Para economizar na hora de criar a identidade visual do seu negócio, recorra a ferramentas como o 99designs e o WeDoLogos. Nestes sites é possível abrir concursos para solicitar o desenvolvimento de logos, cartões de vista e websites. Como a plataforma reúne vários designers competindo para agradar o cliente, é possível conseguir um bom resultado a custos satisfatórios. No brasileiro WeDoLogos, um logo custa a partir de R$ 195 e o layout de um website a partir de R$ 495.

3. Desenvolvimento além-mar

Na hora de desenvolver a sua ferramenta, recorra a programadores internacionais. Em alguns sites, como o Freelancer.com, é possível contratar desenvolvedores do mundo todo para trabalhar no seu projeto a preços competitivos. Quer uma solução mais simples ainda? Empresas como a indiana Contus.in oferecem “clones” de ferramentas pré-existentes. Um genérico do site de compras coletivas GroupOn, por exemplo, custa apenas US$ 499.


4. Servidor flexível

Ao começar um site do zero, é difícil dimensionar qual será o volume de acessos e, portanto, projetar exatamente qual será a demanda por espaço nos servidores. A melhor opção – e também a mais econômica – é comprar um espaço na Amazon Web Services, plataforma de computação em nuvem da Amazon, que poderá ser ampliado conforme a demanda. Para um projeto simples, o custo inicial para manter o site no ar fica abaixo de US$ 100 mensais.

5. Divulgação social

Usar e abusar do boca-a-boca virtual é outra técnica para economizar ao lançar uma startup. Já tem um endereço registrado? Comece a divulgação via Twitter e Facebook. Enquanto o design e o desenvolvimento da ferramenta não estão prontos, crie uma “landing page”, uma espécie de página provisória de chegada onde quem se interessar em conhecer seu negócio deixa o e-mail para ser avisado quando ele estiver no ar. Usando essa técnica, o MyGeekDay já tinha mais de 1 mil usuários cadastrados quando estreou. O custo para criar uma landing page no unbounce.com é de US$ 25 por mês.

Últimas Notícias

Ver mais
Empreendedor Individual deve enviar declaração até dia 30 de junho; veja como fazer

seloPME

Empreendedor Individual deve enviar declaração até dia 30 de junho; veja como fazer

Há um ano

Além das salas de aula: 4 maneiras de aprender mais sobre empreendedorismo

seloPME

Além das salas de aula: 4 maneiras de aprender mais sobre empreendedorismo

Há um ano

Bolsonaro sanciona Pronampe; estimativa de crédito para MPEs é de R$ 50 bi

seloPME

Bolsonaro sanciona Pronampe; estimativa de crédito para MPEs é de R$ 50 bi

Há um ano

3 cases de inovação aberta - o que podemos aprender com eles?

seloPME

3 cases de inovação aberta - o que podemos aprender com eles?

Há um ano

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas
EXAME Agro

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais