Negócios

Vulcabrás lucra R$ 186,9 milhões no 3º trimestre

De julho a setembro, a receita líquida da companhia somou 560,4 milhões de reais

Fábrica da Vulcabrás: segmento de calçados representou 92% da receita bruta da companhia (Germano Lüders/EXAME)

Fábrica da Vulcabrás: segmento de calçados representou 92% da receita bruta da companhia (Germano Lüders/EXAME)

Tatiana Vaz

Tatiana Vaz

Publicado em 8 de novembro de 2010 às 18h51.

São Paulo – A melhora nas vendas, aliada ao aumento do preço dos produtos, contribuíram para que a Vulcabras, dona da Calçados Azaleia, no Brasil, e da VDA Calzados, na Argentina, fechasse o terceiro trimestre com lucro bruto de 186,9 milhões de reais, valor 67,5% maior comparado ao mesmo período do ano passado.

De julho a setembro, a receita líquida da companhia somou 560,4 milhões de reais, 37,9% acima dos 406,3 milhões de reais apurados no terceiro trimestre de 2009. De janeiro a setembro, a empresa atingiu um receita de 1,423 bilhão de reais, um crescimento de 30,5% comparado ao primeiro semestre do ano anterior.

Nesses nove meses, o segmento de calçados (esportivos, femininos, sandálias e botas) representou 92% da receita bruta da companhia. A maior participação do segmento de calçados em relação às confecções é resultado do crescimento de 34,6% desta linha de negócios e da queda de 13,6% em confecções.

De acordo com relatório divulgado pela companhia, “os resultados estão em linha com o plano estratégico da empresa de fazer com que a participação das marcas próprias (Azaléia, Dijean, Olympikus, Opanka e Vulcabras) na receita bruta seja cada vez maior.”

O ebitda da empresa (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) somou 90,1 milhões de reais no terceiro trimestres, 51,5% superior ao registrado de julho a setembro de 2009, com margem de 16,1%. Já os investimentos de julho a setembro foram de 37,3 milhões de reais –86,4 milhões de reais no acumulado do ano. Os portes foram feitos em tecnologia, desenvolvimento e modernização das fábricas da empresa.

As despesas com vendas apresentaram aumento de 46,3% no terceiro trimestre em relação ao terceiro trimestre. “As maiores despesas com vendas decorrem principalmente de maiores despesas com propaganda e marketing voltadas para dar maior exposição às marcas e suportar o forte crescimento a médio prazo”, ainda de acordo com relatório.

Acompanhe tudo sobre:CalçadosEmpresasLucroRoupasVendasVulcabras Azaleia

Mais de Negócios

Após falharem em 15 projetos, eles criaram uma startup de logística que está recebendo R$ 12 milhões

11 franquias baratas para trabalhar sem funcionários a partir de R$ 2.850

Inteligência Artificial no Brasil: inovação, potencial e aplicações reais das novas tecnologias

Mundo sem cookies: as big techs estão se adequando a uma publicidade online com mais privacidade

Mais na Exame