EXAME Agro

Vibra Energia cria joint venture com Copersucar para comercializar etanol

Segundo fato relevante divulgado pela companhia, a Vibra irá adquirir da Copersucar ações representativas de 49,99% do capital social da ECE por 4,99 milhões de reais

Combustíveis: maiores baixas foram registradas no Distrito Federal (-4,24%), Rio Grande do Norte (-3,27%), e Goiás (-2,59%). (Sergio Moraes/Reuters)

Combustíveis: maiores baixas foram registradas no Distrito Federal (-4,24%), Rio Grande do Norte (-3,27%), e Goiás (-2,59%). (Sergio Moraes/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 30 de agosto de 2021 às 10h02.

Última atualização em 30 de agosto de 2021 às 11h23.

A Vibra Energia, antiga BR Distribuidora, anunciou nesta segunda-feira que celebrou acordo com a Copersucar para a formação de uma joint venture que atuará como comercializadora de etanol (ECE), com estrutura de gestão independente.

Segundo fato relevante divulgado pela companhia, a Vibra irá adquirir da Copersucar ações representativas de 49,99% do capital social da ECE por 4,99 milhões de reais, enquanto a empresa do setor sucroalcooleiro manterá fatia de 50,01%.

Após as devidas aprovações da operação pelas autoridades competentes, as acionistas irão aportar na nova sociedade mais 440 milhões de reais para a entrada em operação da nova empresa.

"Com a entrada em operação da JV, esta passará a ser a responsável por adquirir o volume demandado pela Vibra, bem como por escoar a produção das usinas da cooperativa", disse a Vibra.

"Com isto, entendemos que os volumes totais de comercialização esperados para a JV a tornarão a maior comercializadora de etanol do Brasil e uma das maiores do mundo."

  • Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.
Acompanhe tudo sobre:CombustíveisCopersucarEtanolExame-AgroJoint-venturesVibra Energia

Mais de EXAME Agro

Franquia ou um negócio próprio: qual compensa mais? Especialista tem a resposta

Como uma startup organizou uma vaquinha de R$ 76 milhões para o Rio Grande do Sul

Conab: Brasil deve colher 297,54 milhões de toneladas de grãos na safra 2023/24

STF volta a analisar nesta quinta-feira isenção fiscal para agrotóxicos

Mais na Exame