Negócios

Rio Tinto tem alta no lucro líquido a US$ 4,38 bi no 1º semestre

A empresa ainda anunciou uma recompra de mais US$ 1 bilhão em ações, além de elevar seu dividendo em 15%

Trem carrega minério de ferro na Austrália: a Rio Tinto é a segunda maior mineradora do mundo em valor de mercado e concorrente da Vale (Daniel Munoz/Reuters)

Trem carrega minério de ferro na Austrália: a Rio Tinto é a segunda maior mineradora do mundo em valor de mercado e concorrente da Vale (Daniel Munoz/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 1 de agosto de 2018 às 11h56.

Sydney - A Rio Tinto registrou lucro líquido de US$ 4,38 bilhões no primeiro semestre, alta de 33% na comparação com igual período de 2017. O resultado, porém, veio abaixo da previsão dos analistas, de US$ 4,6 bilhões, e a ação recuava 4,06% na Bolsa de Londres, por volta das 7h (de Brasília). O lucro subjacente teve ganho de 12% na mesma comparação, a US$ 4,42 bilhões.

A empresa ainda anunciou uma recompra de mais US$ 1 bilhão em ações, além de elevar seu dividendo em 15%. Os resultados foram apoiados pela recuperação nos preços de algumas commodities.

Segunda maior mineradora do mundo em valor de mercado e concorrente da Vale, a Rio Tinto anunciou dividendo interino de US$ 1,27 por ação aos acionistas. Ela informou ainda que teve uma alta de 42% em sua produção de cobre no primeiro semestre, na comparação anual, diante da produção forte na mina Escondida, no Chile.

Acompanhe tudo sobre:MineradorasMinério de ferroMinériosRio Tinto

Mais de Negócios

10 franquias baratas para quem quer deixar de ser funcionário a partir de R$ 2.850

Mukesh Ambani: quem é o bilionário indiano que vai pagar casamento de R$ 3,2 bilhões para o filho

De vendedor ambulante a empresa de eletrônicos: ele saiu de R$ 90 mil para mais de R$ 1,2 milhão

Marca de infusões orgânicas cresce com aumento do consumo de chás no Brasil e fatura R$ 6 milhões

Mais na Exame