Negócios

Os principais números da Natura após a compra da Avon

Com a aquisição, Natura se torna a maior companhia de beleza do mundo em vendas porta a porta, com mais de 6 milhões de consultoras ou representantes

Sede da Natura, em São Paulo (Natura/Divulgação)

Sede da Natura, em São Paulo (Natura/Divulgação)

Karin Salomão

Karin Salomão

Publicado em 23 de maio de 2019 às 06h00.

Última atualização em 23 de maio de 2019 às 06h00.

Em um movimento para se tornar cada vez mais internacional, a Natura acaba de anunciar a compra de sua concorrente Avon. É a maior operação da brasileira e a ajuda a dar um salto em sua participação de mercado.

Com a aquisição, ela se torna a maior companhia de beleza do mundo em vendas porta a porta, com mais de 6 milhões de consultoras ou representantes, milhares de lojas físicas e operações de comércio eletrônico.

A Natura, conhecida fora do Brasil mais por suas ações ambientais na Amazônia do que por seus produtos, vem numa guinada para tornar-se uma empresa de beleza global há alguns anos. Em 2017, a brasileira comprou a britânica The Body Shop e a australiana Aesop, buscando construir um portfólio mais amplo e com produtos e preços diversificados em lojas no exterior.

A The Body Shop tem quase 3.000 lojas pelo mundo, enquanto a Aesop, mais focada em produtos premium, tem mais de 300. As empresas têm foco diferente do da Natura, que tem apenas 36 lojas físicas e cujo principal ativo são as mais de 1 milhão de consultoras no Brasil e 600.000 nos países da América Latina.

Veja abaixo os principais números das duas companhias.

Acompanhe tudo sobre:AvonFusões e AquisiçõesNatura

Mais de Negócios

Você já ouviu falar na sigla DYOR? Veja por que ela é importante no universo das finanças

Com investimento de R$ 70 milhões, plataforma de renegociação de dívidas entra em operação

40 franquias baratas para quem quer deixar de ser funcionário a partir de R$ 2.850

Ele cansou de trabalhar em telecom. Agora, faz mais de R$ 1 mi com franquia de serviços automotivos

Mais na Exame