Netflix ganha 16 milhões de assinantes no primeiro trimestre com covid-19

Os analistas do mercado financeiro esperavam um crescimento de 8,5 milhões de assinantes da plataforma de entretenimento online

A plataforma de entretenimento online Netflix divulgou hoje que ganhou 15,8 milhões de assinantes no primeiro trimestre de 2020, um aumento de 23% em relação ao mesmo período de 2019, enquanto a pandemia global do novo coronavírus trancou os espectadores em casa em todo o mundo. Os analistas do mercado financeiro haviam previsto que a companhia – que tem capital aberto e é listada na bolsa americana de tecnologia Nasdaq – conquistaria 8,5 milhões de assinantes no período de janeiro a março.

A receita da Netflix no período foi de 5,8 bilhões de dólares, em linha com o previsto pelo mercado, com lucro por ação de 1,57 dólar, abaixo do 1,64 dólar esperado. Apesar do salto no número de clientes, o resultado financeiro não acompanhou porque o dólar se valorizou muito em relação a outras moedas no primeiro trimestre, e a Netflix teve gastos de 218 milhões de dólares por causa da paralisação de todas as suas produções de filmes e seriados com a disseminação da infecção respiratória covid-19 ao redor do mundo. Sua equipe operacional não foi alterada. Já o time de atendimento ao consumidor precisou dar conta de um forte aumento da demanda.

As ações da Netflix tinham baixa de 0,5%, negociadas a 432,96 dólares, no aftermarket da Nasdaq. Ainda restam, entre os investidores, dúvidas sobre quantos dos novos assinantes vão continuar na plataforma depois que a quarentena começar a ser flexibilizada nos países. Além disso, o aumento do desemprego e a queda da renda decorrentes da desaceleração da economia podem prejudicar o balanço da empresa já neste trimestre.

O aumento na base de assinantes no início de 2020 também é notável porque a Netflix tem enfrentado uma concorrência crescente. A Disney lançou sua plataforma de entretenimento nos estados Unidos em novembro do ano passando, cobrando 6,99 dólares por mês no plano mais barato. A assinatura básica da Netflix custa 8,99 dólares.

    Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.