Negócios

Luxottica dará força para crescimento da Óticas Carol

Marca italiana também irá expandir sua presença na América Latina, região em que ela que mais cresce

Óculos: Marca italiana também irá expandir sua presença na América Latina, região em que ela que mais cresce (Karin Salomão/Site Exame)

Óculos: Marca italiana também irá expandir sua presença na América Latina, região em que ela que mais cresce (Karin Salomão/Site Exame)

Karin Salomão

Karin Salomão

Publicado em 30 de janeiro de 2017 às 17h49.

São Paulo – A Luxottica anunciou hoje, 30, a compra da brasileira Óticas Carol. A operação irá impulsionar o crescimento da companhia italiana na América Latina, região em que ela que mais cresce.

No valor de 110 milhões de euros, a transação ainda está sujeita a análises regulatórias e deve ser finalizada no primeiro semestre de 2017.

Já para a Óticas Carol, a aquisição é uma oportunidade de crescimento.

"Alcançamos um novo patamar - um novo parceiro traz novas perspectivas. O anúncio da aquisição das Óticas Carol pela italiana Luxottica é também o anúncio de um importante aumento na solidez da empresa, um aumento de musculatura de negócios e oportunidades”, afirmou o presidente das Óticas Carol, Ronaldo Pereira, a Exame.com.

Por enquanto, a aquisição não muda o plano de expansão da brasileira, que prevê abrir 175 novas franquias em 2017.

No entanto, o negócio fortalece a companhia e a confiança dos franqueados. “Somos agora parte do grupo líder mundial no mercado óptico o que, aliado à nossa expertise em franquias, certamente abrirá novas oportunidades de crescimento e expansão”, disse Pereira.

O grupo Luxottica, nascido na Itália, já está no Brasil com lojas Sunglass Hut, além de uma fábrica em Campinas, SP.

"Brasil é um ótimo país, no qual acreditamos e operamos há 25 anos", afirmou Leonardo Del Veccio, chairman da Luxottica.

A América Latina é a região que mais cresce na companhia italiana.  Nos primeiros nove meses de 2016, último resultado disponível, o faturamento aumentou 11% em relação ao mesmo período no ano anterior.

No entanto, a sua participação no faturamento total no grupo ainda é pequena, de 6%, com espaço para crescer.

Em expansão, italiana se une à francesa

A italiana Luxottica é conhecida pelas suas grifes, Ray-Ban, Oakley, Vogue Eyewear, Persol, Oliver Peoples e Alain Mikli.

Também tem parceria com marcas de renome para a produção de óculos, como Giorgio Armani, Burberry, Bulgari, Chanel, Dolce&Gabbana, Michael Kors, Prada, Ralph Lauren, Tiffany & Co., Versace Valentino.

Além de vender suas armações em óticas diversas, a companhia italiana também possui mais de 7.400 lojas no mundo todo.

Em termos de lentes para correção da visão, a empresa está nos Estados Unidos com as lojas LensCrafters e Pearle Vision, na Austrália e Nova Zelândia com OPSM e Laubman & Pank, na China com a LensCrafters na América Latina com a GMO.

Nos Estados Unidos, a companhia ainda opera uma rede para a finalização de lentes chamada EyeMed, com três laboratórios e 900 laboratórios em lojas LensCrafters.

Há menos de duas semanas, a Luxottica e a Essilor anunciaram um acordo de fusão, que cria uma gigante global no setor de ótica, com receitas combinadas superiores a 15 bilhões de euros.

Serão a maior fabricante de lentes do mundo. A nova companhia terá sua sede listada em Paris.

Acompanhe tudo sobre:Crescimento econômicoFusões e AquisiçõesLuxotticaÓticas Carol

Mais de Negócios

Com investimento de R$ 70 milhões, plataforma de renegociação de dívidas entra em operação

40 franquias baratas para quem quer deixar de ser funcionário a partir de R$ 2.850

Ele cansou de trabalhar em telecom. Agora, faz mais de R$ 1 mi com franquia de serviços automotivos

“É função dos empresários iniciar um novo RS”, diz CEO da maior produtora de biodiesel do país

Mais na Exame