Negócios

Liderança sustentável: qual é papel do líder na construção de um futuro responsável?

A sustentabilidade exige um olhar de longo prazo sobre as operações empresariais, considerando seus efeitos ambientais e sociais

Liderança inspiradora: Não se trata apenas de fazer o que é certo, mas também de fazer o que é necessário para construir um futuro melhor para todos nós. (Westend61/Getty Images)

Liderança inspiradora: Não se trata apenas de fazer o que é certo, mas também de fazer o que é necessário para construir um futuro melhor para todos nós. (Westend61/Getty Images)

Taiza Krueder
Taiza Krueder

CEO do Grupo Clara Resorts

Publicado em 16 de maio de 2024 às 13h49.

Nestas últimas semanas, é impossível começar qualquer conversa sem tocar na situação absurda que está vivendo o Rio Grande do Sul. As ações humanas têm provocado o aumento sem precedentes da concentração de gases de efeito estufa na atmosfera e a consequente intensificação dos chamados eventos climáticos extremos, como os que estão acontecendo no estado gaúcho.

A prioridade neste momento é ajudar as vítimas, acolher pessoas e animais, amenizar danos. E, nisto, estamos todos fazendo o possível e o impossível. Empresários, artistas, influenciadores e pessoas de todo o país estão redirecionando recursos e esforços para um bem comum, criando movimentos, mostrando o caminho, influenciando outros a fazerem o mesmo. Isto é ser líder.

Um bom líder inspira, leva os outros a quererem seguir seus exemplos. Não se trata apenas de fazer o que é certo, mas também de fazer o que é necessário para construir um futuro melhor para todos nós. Para as empresas, em especial, é preciso enxergar além dos lucros imediatos e considerar suas decisões no longo prazo, analisando o impacto das operações no meio ambiente, na comunidade e na sociedade como um todo. Caso isso não aconteça, as pessoas cobram.

Um exemplo recente desta cobrança foi a onda de posts nas redes sociais pedindo que empresas relacionadas ao ramo de bebidas enviassem água às vítimas do sul do país. Consequência da pressão social ou não, pouco tempo depois, a Ambev anunciou que pararia a produção de cervejas para envasar água que seria enviada às áreas de desastre.

Claro que o desafio é diferente para cada setor. Tenho uma amiga, por exemplo, que atua com aluguel de móveis para empresas, gerando menos impactos ambientais e reduzindo os gastos – é o chamado ganha-ganha. Para alguns, pode não ser tão simples. Outro amigo empresário, este do ramo químico, tem a sede da empresa em um grande complexo na margem do Rio Pinheiros e seu time descobriu recentemente que o condomínio onde ficam não faz reciclagem de resíduos, nem coleta seletiva. Decidiram então capitanear este movimento para que aconteça em todo o complexo e não apenas na parte a qual ocupam.

Uma indústria possivelmente trará mais impactos ao meio ambiente do que a hotelaria, setor ao qual pertenço. Mas, em todos os casos, é preciso atuar com transparência e honestidade para fazer o possível, reduzindo os impactos na atividade direta quando isso for possível ou compensando de outra forma, apoiando ONGs e projetos desenvolvidos pela comunidade, por exemplo.

No meu caso, sempre fui sustentável, meu negócio me dá essa possibilidade, mas faço questão de compartilhar e envolver no processo as pessoas que me acompanham. Outro dia, dividi nas redes sociais minha procrastinação de onze anos em trocar um veículo utilitário do hotel e fiquei impressionada com a tamanha identificação de meus seguidores. Foram mais de 900 mil views até o momento, todos apoiando, e ainda um convite da marca para fazermos uma ação de marketing. Esse coro de vozes pró-sustentabilidade dá força para seguir adiante.

No dia a dia, é costume pedir para que os colaboradores sugiram iniciativas sustentáveis em prol de suas respectivas áreas, para sabermos como melhorar em cada setor. Encontrar formas de apoiar questões socioambientais é uma questão de sobrevivência. Seja na sua vida pessoal ou da sua empresa, para garantir nosso futuro, é necessário ser um líder sustentável.

Acompanhe tudo sobre:Líderes ExtraordináriosLiderançabranded-content

Mais de Negócios

“É fundamental que as empresas continuem operando no RS”, diz presidente da Tramontina

Greener une forças com Pachamama Investimentos e Sustainable Cities Global em defesa da Amazônia

Após captar R$ 5,9 mi, startup que ajuda motorista a saber quando vale a pena ser Uber ganha o mundo

Família Ling cria programa de R$ 50 milhões para reconstruir RS com sociedade civil

Mais na Exame