GPA coloca rede de postos de combustível à venda, diz fonte

A medida dá continuidade à estratégia do grupo em se concentrar na área de varejo de alimentos

O GPA colocou à venda sua rede de postos de combustível, afirmou uma fonte a par do assunto nesta quinta-feira, dando continuidade à estratégia do grupo em se concentrar em varejo de alimentos.

Às 16h06, as ações do GPA subiam cerca de 0,75%, enquanto o Ibovespa tinha oscilação negativa de 0,5%.

O Brazil Journal publicou mais cedo, citando fontes com conhecimento do assunto, que o GPA colocou à venda a rede de postos, numa transação que pode levantar 1 bilhão de reais.

Representantes do GPA se recusaram a comentar o assunto à Reuters.

Em junho passado, o GPA encerrou um esforço de dois anos para vender sua participação de 36% na rede de móveis e eletrodomésticos Via Varejo. A transação transferiu o controle da companhia dona das bandeiras Casas Bahia e Pontofrio para Michel Klein e sua família, que são acionistas significativos da Via Varejo desde 2009.

O Brazil Journal também informou que o GPA está ponderando sobre a venda de suas drogarias.

Atualmente, o GPA possui 123 drogarias em todo o Brasil e 72 postos de combustível com as marcas Ipiranga, uma unidade da Ultrapar Participações e Raízen, uma joint venture entre a Cosan e a Royal Dutch Shell.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.