Negócios

Experian planeja quintuplicar receita com mala direta eletrônica

Companhia comprou empresa Virid para crescer no segmento de e-mail marketing na América Latina

Experian: receita com e-mail marketing deve representar 20% do faturamento total da companhia  (Stock.xchng)

Experian: receita com e-mail marketing deve representar 20% do faturamento total da companhia (Stock.xchng)

Daniela Barbosa

Daniela Barbosa

Publicado em 22 de julho de 2011 às 18h13.

São Paulo – A Experian, líder mundial em serviços de informação, anunciou, nesta sexta-feira (22/7), a compra da empresa de e-mail marketing Virid. A empresa planeja quintuplicar a receita com mala direta eletrônica na América Latina.

O negócio tem como objetivo aumentar o peso do segmento de mala direta eletrônica na receita total da empresa na América Latina. Hoje, esse braço representa 4% do faturamento da companhia na região.

Segundo Juliano Marcílio, presidente da unidade de marketing services da Experian, no mundo o setor já representa 20% do faturamento global da empresa. “Com essa aquisição, estamos no caminho para elevar a América Latina ao mesmo patamar”, disse o executivo a EXAME.com.

Com cerca de 3.800 clientes, a Virid figura entre as principais empresas desse setor no país. Comandada por Walter Sabini Junior, a aquisição inclui a transferência de toda a equipe da Virid para Experian. “Seremos agora todos os funcionários da Experian”, afirmou Junior.

O processo de integração das duas companhias deve começar nas próximas semanas. A Experian estima, já neste ano, faturar 18 milhões de reais com a operação.

A Experian é o maior e-mail marketing global com base em permissão de usuários, provendo serviços em todos os principais mercados de publicidade do mundo, incluindo os Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, China e agora Brasil está também está radar.

O valor da operação não foi revelado pelas companhias.

Acompanhe tudo sobre:E-mail marketingEmpresasempresas-de-tecnologiaEstratégiaExperianFusões e Aquisiçõesgestao-de-negociosNegociaçõesSerasa Experian

Mais de Negócios

Méliuz vira sócia de startup mineira para deixar o cliente cada vez mais fiél

Precavida Brasil quer expandir atuação no mercado nacional de precatórios

EXCLUSIVO: Suzano investe US$ 5 milhões em startup canadense que desenvolve hidrogel com eucalipto

Marqueteiro por trás dos copos Stanley retorna à Crocs

Mais na Exame