Negócios

Eletrobras firma parceria com a EDF para cooperação na área nuclear

Empresa francesa contribuirá na retomada da usina Angra 3 e na operação da Angra 1 e Angra 2, além de ajudar no desenvolvimento de novas usinas no país

Angra 2: validade do memorando de entendimentos entre a Eletrobras e a EDF é de três anos, podendo ser estendida para até cinco anos (Vanderlei Almeida/AFP)

Angra 2: validade do memorando de entendimentos entre a Eletrobras e a EDF é de três anos, podendo ser estendida para até cinco anos (Vanderlei Almeida/AFP)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 5 de junho de 2018 às 23h35.

São Paulo - A Eletrobras e a Eletronuclear fecharam parceria com a empresa francesa Électricité de France (EDF) de cooperação na área nuclear. As empresas vão estudar oportunidades para a EDF colaborar com a retomada e conclusão da usina Angra 3, e no desenvolvimento de novas usinas nucleares no Brasil.

A empresa francesa vai contribuir também para a operação de Angra 1 e Angra 2, atuando na prevenção do envelhecimento de materiais, identificação do risco de obsolescência de equipamentos, manutenção e treinamento. As atividades serão realizadas por meio de acordos específicos, que serão definidos posteriormente, informa a Eletrobras. A validade do memorando de entendimentos é de três anos, podendo ser estendida para até cinco anos.

Acompanhe tudo sobre:acordos-empresariaisEletrobrasEnergia nuclear

Mais de Negócios

10 franquias baratas de limpeza para empreender a partir de R$ 27 mil

A malharia gaúcha que está produzindo 1.000 cobertores por semana — todos para doar

Com novas taxas nos EUA e na mira da União Europeia, montadoras chinesas apostam no Brasil

De funcionária fabril, ela construiu um império de US$ 7,1 bilhões com telas de celular para a Apple

Mais na Exame