Ebitda da Raízen foi mantido para 18/19 graças a etanol, diz Cosan

Segundo empresa, a recente crise na Argentina não afeta o negócio de compra de ativos da Shell no país pela Raízen Combustíveis

São Paulo - A perspectiva favorável para o etanol no Brasil, com maior rentabilidade e forte demanda, explica a manutenção do guidance de Ebitda da Raízen Energia, apesar da perspectiva de menor moagem e fracos preços internacionais do açúcar, disse um executivo da Cosan nesta sexta-feira.

Segundo o gerente-executivo de Relações com Investidores da empresa, Phillipe Casale, a recente crise na Argentina também não afeta o negócio de compra de ativos da Shell no país pela Raízen Combustíveis, empresa integrante da joint venture entre Cosan e Shell.

Os comentários foram feitos após a Cosan reportar lucro líquido de 345,7 milhões de reais no primeiro trimestre de 2018, alta de 68,4 por cento na comparação anual, na véspera.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também