Acompanhe:
seloNegócios

DirecTV pede sair de processo sobre compra da Time Warner pela AT&T

Empresa declarou que Departamento de Justiça a incluiu como ré em outro processo para que declarações antigas de executivos fossem usadas contra a aquisição

Modo escuro

Continua após a publicidade
DirecTV: operadora, que é subsidiária da AT&T, tem quase 21 milhões de assinantes nos EUA, segundo ação. (Paul Taggart/Bloomberg)

DirecTV: operadora, que é subsidiária da AT&T, tem quase 21 milhões de assinantes nos EUA, segundo ação. (Paul Taggart/Bloomberg)

R
Reuters

Publicado em 18 de abril de 2018 às, 15h24.

Última atualização em 18 de abril de 2018 às, 15h40.

A DirecTV, maior empresa de TV paga dos Estados Unidos e subsudiária da AT&T, pediu a uma corte federal na terça-feira para ser retirada do processo que o governo abriu para evitar que a AT&T compre a produtora de TV e cinema Time Warner.

"A DirecTV não é a vendedora, a entidade adquirida ou um acionista majoritário do comprador", disseram advogados da empresa no documento.

Em seu pedido, a DirecTV alegou que o Departamento de Justiça incluiu a empresa como ré para que pudesse usar declarações críticas que seus executivos fizeram sobre a fusão de 2011 da Comcast e da NBCU, como parte do argumento do governo contra o acordo entre AT&T e Time Warner. A AT&T comprou a DirecTV em 2015.

As duas operações envolvem um grande distribuidor de TV paga que compra uma produtora de filmes e programas de TV.

Em sua ação contra a fusão em novembro, o Departamento de Justiça disse que a DirecTV alertou anteriormente que as fusões entre distribuidores de TV e produtores de conteúdo "podem ameaçar de forma muito mais factível a retenção de programação de (distribuidores) rivais" e podem "usar tais ameaças para demandar preços mais altos e termos mais favoráveis".

A DirecTV tem quase 21 milhões de assinantes, segundo a ação.

O juiz Richard Leon, que vai decidir se a fusão pode ir adiante, está ouvindo evidências sobre se o acordo de 84,5 bilhões de dólares é ilegal dentro da lei antitruste, como o governo alega, e deveria ser barrado.

As testemunhas desta semana devem incluir os presidentes-executivos da AT&T, Randall Stephenson, e da Time Warner, Jeff Bewkes.

Últimas Notícias

Ver mais
Defesa do X, rede de Musk, afirma ao STF que não pode garantir cumprimento de decisões judiciais
Brasil

Defesa do X, rede de Musk, afirma ao STF que não pode garantir cumprimento de decisões judiciais

Há 11 horas

Em decisão histórica, Tribunal condena Suíça por responsabilidade climática
ESG

Em decisão histórica, Tribunal condena Suíça por responsabilidade climática

Há 15 horas

Governo sanciona nova lei que favorece réu em caso de empate nos julgamentos em matéria penal
Brasil

Governo sanciona nova lei que favorece réu em caso de empate nos julgamentos em matéria penal

Há 16 horas

Sergio Moro: entenda as diferenças nos votos pela absolvição ou condenação no TRE-PR
Brasil

Sergio Moro: entenda as diferenças nos votos pela absolvição ou condenação no TRE-PR

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais