Negócios

Decisão judicial adia ofertas pela Eletropaulo para 4 de junho

Enel e Neoenergia têm travado uma disputa por novas ofertas para aquisição da distribuidora paulista

Eletropaulo: leilão pela distribuidora paulista ficou marcado para o dia 4 de junho (André Lessa/Exame)

Eletropaulo: leilão pela distribuidora paulista ficou marcado para o dia 4 de junho (André Lessa/Exame)

R

Reuters

Publicado em 24 de maio de 2018 às 14h19.

Última atualização em 24 de maio de 2018 às 14h20.

Rio de Janeiro - A apresentação de eventuais novas ofertas para aquisição da Eletropaulo pela italiana Enel e pela Neoenergia, do grupo espanhol Iberdrola, que têm travado uma disputa pela compra da distribuidora paulista, deverá acontecer apenas em um leilão agendado para 4 de junho, e não mais nesta quinta-feira, conforme previsto anteriormente, informou a Eletropaulo em fato relevante.

A companhia disse que recebeu notificação da Neoenergia sobre uma decisão da 2a Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem do Foro da Comarca de São Paulo que estabelece as regras para a concorrência pela Eletropaulo.

Segundo a decisão, o leilão em 4 de junho terá Enel e Neonergia competindo pelo melhor preço, "juntamente com eventuais terceiros que tenham manifestado o seu interesse nesta data".

Pelas regras anteriores, Enel e Neonergia deveriam apresentar suas últimas propostas pela aquisição na noite desta quinta-feira e só poderiam efetuar novos lances pela Eletropaulo em 4 de junho caso surgisse um lance de uma terceira companhia pelo ativo.

Acompanhe tudo sobre:EletropauloFusões e AquisiçõesNeoenergia

Mais de Negócios

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da Polishop

Fernando Goldsztein: Toda a ajuda é pouca para os atingidos pelas enchentes do RS

Rodízio caro: rede de restaurantes Red Lobster pede recuperação judicial com dívida de US$ 1 bilhão

A startup que pretende usar um fundo de R$ 150 milhões para salvar negócios no Rio Grande do Sul

Mais na Exame