Negócios
Acompanhe:

CI&T compra Box 1824, agência que explica geração Z para Nike e Google

A Box 1824 é reconhecida por sua metodologia própria chamada 3D, que detecta, decodifica e direciona tendências

Cesar Gon, fundador e CEO da CI&T (Germano Lüders/Exame)

Cesar Gon, fundador e CEO da CI&T (Germano Lüders/Exame)

I
Isabela Rovaroto

1 de junho de 2022, 18h40

A CI&T, especialista digital para grandes marcas globais, anunciou nesta quarta-feira, 1º, a aquisição da agência Box 1824, conhecida por identificar tendências de comportamento e mudanças tecnológicas, e elaborar planos estratégicos para seus clientes. O valor da aquisição não foi divulgado.

Criada por três empreendedores formados na Unicamp, a CI&T busca se tornar uma das principais empresas de serviços voltada para a digitalização das empresas.

A Box 1824 é reconhecida por sua metodologia própria chamada 3D, que detecta, decodifica e direciona tendências. Com a aquisição, a agência vai adicionar 40 estrategistas de negócios seniores à CI&T.

“A Box 1824 é o principal decodificador global de seu tempo e nós somos os facilitadores de design e tecnologia. Nossos recursos de ponta a ponta serão drasticamente aprimorados com a Box 1824", disse Cesar Gon, fundador e CEO da CI&T.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio

Nos últimos 18 anos, a Box 1824 trabalhou com com grandes marcas como Itaú, Nike, Google, além de Novartis, Disney, Nubank e Spotify, sempre fornecendo novas diretrizes para conteúdos e produtos de olho nas tendências recentes e visando a geração Z.

“Ajudamos empresas globais a criarem de forma estratégica seus futuros. Agora, como parte da CI&T, poderemos oferecer a continuação da jornada até a implementação, fator chave para garantir que os pontos de inflexão não se percam na execução”, afirmou Paula Englert, CEO da Box 1824.

Paula Englert, CEO da Box 1824.

Paula Englert, CEO da Box 1824. (Box 1824/Divulgação)

VEJA TAMBÉM:

Elon Musk exige volta presencial dos executivos da Tesla: "trabalho remoto não é aceitável"

Avaliação de desempenho: três dicas para que sua empresa não cometa erros

Tenista Bruno Soares lidera aporte de R$ 12 milhões em empresa de cannabis