Negócios

CFO da Petrobras está na lista de 100 mulheres mais poderosas do mundo

Andrea Marques de Almeida é a única brasileira na lista de 100 mulheres mais poderosas do mundo. Confira as dez primeiras posições

Andrea Marques de Almeida, executiva da Petrobras está na lista de 100 mulheres mais poderosas de 2020 (Agência Petrobras/Divulgação)

Andrea Marques de Almeida, executiva da Petrobras está na lista de 100 mulheres mais poderosas de 2020 (Agência Petrobras/Divulgação)

Isabela Rovaroto

Isabela Rovaroto

Publicado em 8 de dezembro de 2020 às 14h37.

Última atualização em 8 de dezembro de 2020 às 14h56.

A diretora executiva financeira e de relacionamento com investidores da Petrobras, Andrea Marques de Almeida, é a única brasileira na lista de 100 mulheres mais poderosas do mundo. A executiva aparece na 77ª posição da lista publicada anualmente pela Forbes.

A engenheira de produção assumiu o cargo na Petrobras em março de 2019, depois de mais de 15 anos na Vale. A publicação destaca que Marques de Almeida anunciou em dezembro de 2019 que a Petrobras vai aumentar seu portfólio de desinvestimentos. No total, a petroleira pretende desinvestir entre 20 bilhões e 30 bilhões de dólares em cinco anos.

Ranking

Nas primeiras posições da lista da Forbes estão mulheres conhecidas como a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, e a primeira mulher vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris.

Outros nomes conhecidos aparecem no ranking, como a apresentadora Oprah Winfrey, na 20ª posição, e a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Arden, em 32º lugar.

Confira a galeria com as dez mulheres mais poderosas de 2020:

 

Acompanhe tudo sobre:Angela MerkelChristine LagardeForbesKamala HarrisMulheresNova ZelândiaOprah Winfrey

Mais de Negócios

11 franquias baratas para trabalhar sem funcionários a partir de R$ 2.850

Inteligência Artificial no Brasil: inovação, potencial e aplicações reais das novas tecnologias

Mundo sem cookies: as big techs estão se adequando a uma publicidade online com mais privacidade

Ligadona em você: veja o que aconteceu com a Arapuã, tradicional loja dos anos 1990

Mais na Exame