Cacau Show quer abrir 400 novas lojas até o fim do ano

A previsão é que a companhia chegue a 2,9 mil estabelecimentos até o fim do ano

Depois de atingir, em junho, a marca de 2,5 mil unidades no País a rede Cacau Show pretende colocar o pé no acelerador das inaugurações neste segundo semestre. A meta é abrir um total de 500 novas lojas em 2021. Como já foram abertas 100 até aqui, a previsão é que a companhia chegue a 2,9 mil estabelecimentos até o fim do ano, afirmou o presidente da companhia, Alexandre Costa ao Estadão/Broadcast.

  • Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.

Segundo o executivo, 50% das lojas que serão inauguradas são de empreendedores que já fazem parte do grupo de franqueados da marca. Ele diz que isso é um reflexo do acompanhamento próximo dos parceiros de negócios nos períodos mais agudos da pandemia de covid-19.

O consultor do setor de franquias Adir Ribeiro, que também é membro do conselho da Associação Brasileira de Franchising (ABF) diz que a Cacau Show soube posicionar seu negócio em um modelo de franquias parecido com o da rede O Boticário. “Eles vendem presentes (e não só chocolate)”, explica.

Para ele, outra razão para o crescimento considerado acelerado da companhia é a variedade de modelos de franquia, o que torna a marca mais aderente a diversos públicos. A Cacau Show tem quatro modelos de loja, incluindo quiosques e unidades abertas em contêineres.

Para Renato Claro, membro da Comissão de Fornecedores da ABF, ao estabelecer a meta de inaugurar mais 400 pontos, é provável que a gestão já tenha programado a fábrica para produzir o volume correspondente de chocolates. Ou seja: para cumprir o plano de expansão, é necessário que a produção acompanhe o ritmo.

No geral, o setor se diz otimista em relação à recuperação econômica. De janeiro a março, o faturamento das franquias brasileiras recuou 4%, na comparação com igual período de 2020. Em valores absolutos, a receita passou de R$ 41,5 bilhões para R$ 39,9 bilhões.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também