Negócios

BP deixa de admitir processos relacionados a vazamento

Washington - A companhia petrolífera BP anunciou hoje que não admitirá mais processos sobre danos derivados do vazamento de petróleo no Golfo do México e informou que uma instituição independente tramitará os casos em seu lugar a partir da próxima segunda-feira. A BP informou em comunicado que hoje será o último dia no qual aceitará […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h41.

Washington - A companhia petrolífera BP anunciou hoje que não admitirá mais processos sobre danos derivados do vazamento de petróleo no Golfo do México e informou que uma instituição independente tramitará os casos em seu lugar a partir da próxima segunda-feira.

A BP informou em comunicado que hoje será o último dia no qual aceitará novos processos em seu sistema, através do qual pagou US$ 368 milhões em compensações a empresas e indivíduos.

A companhia transferirá a atividade na segunda-feira ao Centro de Reclamações do Golfo do México (GCCF, na sigla em inglês), dirigido pelo advogado Kenneth Feinberg, que também supervisiona o fundo de compensação de US$ 20 bilhões para os afetados pelo vazamento.

"A partir de 23 de agosto, o GCCF será a única organização autorizada para processar reivindicações individuais e corporativas ligadas ao incidente envolvendo (a plataforma operada pela BP no Golfo do México) Deepwater Horizon", informou a BP.

Leia mais sobre petróleo

Siga as últimas notícias de Negócios no Twitter
 

Acompanhe tudo sobre:BPEmpresasEmpresas inglesasEnergiaIndústria do petróleoPetróleoPoluiçãoProcessos judiciaisQuímica e petroquímica

Mais de Negócios

Vai um hambúrguer aí? Mania de Churrasco fatura R$ 114 milhões com lanches

Cauã Reymond, Deborah Secco e mais: ‘Netflix da publicidade' fatura R$70 mi levando famosos até PMEs

Anderson Silva fará última luta em solo brasileiro neste sábado; veja como acompanhar

Já reiniciou? Após mais de R$ 22 mi, startup do 'modem inteligente' começa a operar fora do país

Mais na Exame