Negócios

As 100 empresas mais sustentáveis do mundo em 2018

Cinco companhias brasileiras integram a nova edição do ranking The Global 100

Em 14ª lugar, Natura é uma das cinco brasileiras que integram o ranking.  (Germano Luders/Exame)

Em 14ª lugar, Natura é uma das cinco brasileiras que integram o ranking. (Germano Luders/Exame)

Vanessa Barbosa

Vanessa Barbosa

Publicado em 29 de janeiro de 2018 às 16h29.

Última atualização em 29 de janeiro de 2018 às 16h30.

São Paulo - A Corporate Knights, publicação canadense especializada em responsabilidade social e desenvolvimento sustentável, divulgou neste mês sua tradicional lista The Global 100, que contempla as 100 empresas com as melhores práticas de sustentabilidade corporativa no mundo. 

O levantamento foi criado em 2005 e é anunciado, anualmente, durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos. A publicação seleciona empresas de todos os setores com base indicadores como energia, emissões de carbono, consumo de água, resíduos sólidos, capacidade de inovação, pagamentos de impostos, a relação entre o salário médio do trabalhador e o do CEO, planos de previdência corporativos e o percentual de mulheres na gestão.

Nesta nova edição, pesos diferentes foram dados para os indicadores dependendo da área de atuação da empresa. Por exemplo, o indicador energia teve um peso maior na avaliação de uma empresa do setor energético, de forma a mensurar o impacto da companhia na sua área de atuação.

Outro ponto novo que passou a ser considerado na análise é o percentual de novos investimentos que as empresas estão alocando em projetos sustentáveis, como investimento em fontes menos poluentes e o desenvolvimento de produtos mais verdes.

Cinco companhias brasileiras integram a nova edição do ranking, um aumento em relação ao ano passado quando apenas duas figuravam no levantamento: a Natura, que ocupa a 14ª posição, a Companhia Energética de Minas Gerais - CEMIG (em 18º); Banco do Brasil (49º); Engie Brasil Energia (52º) e Banco Santander Brasil (76º).

A publicação observa com entusiasmo o progresso das empresas na seara ambiental. "O ritmo das mudanças está acelerando a favor de um futuro com baixo teor de carbono", avalia.

Líderes de  2018

A Dassault Systèmes, empresa francesa de software é a líder do ranking, vindo da 11ª posição no ano passado. Segundo a publicação, suas tecnologias digitais têm ajudado as empresas e os governos na adoção de energias renováveis, novas formas de mobilidade sustentável e na criação de cidades mais inteligentes.

Seguindo de perto, a empresa Neste Oil da Finlândia, especializada em refinação e comercialização de petróleo, começou a direcionar mais de 90% de seus novos investimentos em materiais renováveis ​​e biocombustíveis. A publicação destaca que quase um quarto das receitas da empresa atualmente é derivado da "receita verde". 

Em terceiro lugar, outra francesa, a fabricante de peças automotivas Valeo está determinada em ajudar as montadoras a reduzir as emissões de carbono. Confira abaixo o ranking completo das 100 empresas mais sustentáveis segundo a Corporate Knights.

RankingEmpresaPaísÁrea/IndústriaDesempenho
1Dassault SystemesFrançaSoftware86,10%
2NesteFinlândiaPetróleo, Gás e Combustíveis85,20%
3ValeoFrançaComponentes e sistemas automotivos83,60%
4UcbBélgicaFarmacêutica79,50%
5OututecFinlândiaConstrução e Engenharia78,30%
6AmundiFrançaMercado de Capitais77,80%
7Cisco SystemsEstados UnidosEquipamentos de comunicação77,00%
8AutodeskEstados UnidosSoftware76,90%
9SiemensAlemanhaConglomerados industriais76,70%
10Samsung SDICoreia do SulEquipamentos eletrônicos75,80%
11Aereal BankAlemanhaHipotecas e poupança75,40%
12EnbridgeCanadaPetróleo, Gás e Combustíveis74,90%
13MerckEstados UnidosFarmacêutica74,30%
14NaturaBrasilProdutos de uso pessoal74,10%
15PearsonReino UnidoMídia73,90%
16Amadeus IT GroupEspanhaServiços de TI73,20%
17Bayerische Motoren WerkeAlemanhaAutomóveis73,20%
18Companhia Energética de Minas Gerais CEMIGBrasilUtilidades Elétricas73,00%
19Koninklijke PhilipsHolandaConglomerados industriais72,50%
20AllerganEstados UnidosFarmacêutica72,20%
21Honda Motor COJapãoAutomóveis71,90%
22Sanofi ASFrançaFarmacêutica71,90%
23McCormickEstados UnidosProdutos alimentícios71,50%
24Commonwealth Bank of AustraliaAustráliaBancos71,50%
25VivendiFrançaMídia71,10%
26IntelEstados UnidosEquipamentos e semicondutores71,10%
27ItronEstados UnidosEquipamentos elétricos e componentes71,10%
28Telefonaktiebolaget LM EricssonSuéciaEquipamentos de comunicação70,80%
29HalmaReino UnidoEquipamentos, instrumentos e componentes70,70%
30Deutsche BorseAlemanhaMercado de Capitais70,60%
31KeskoFinlândiaVarejo de alimento70,20%
32Television Francaise 1FrançaMídia69,90%
33bioMerieuxFrançaEquipamentos de saúde69,80%
34AstraZenecaReino UnidoFarmacêutica69,70%
35NokiaFinlândiaEquipamentos de comunicação69,60%
36BNP ParibasFrançaBancos69,40%
37Eli LilyEstados UnidosFarmacêutica69,30%
38StorebrandNoruegaSeguros68,80%
39ABBSuíçaEquipamentos elétricos68,10%
40Svenska Cellulosa Aktiebolaget *SuéciaProdutos de uso doméstico68,00%
41Intesa SanpaoloItáliaBancos68,00%
42Analog DevicesEstados UnidosEquipamentos semicondutores67,60%
43Applied MaterialsEstados UnidosEquipamentos semicondutores67,40%
44Takeda FarmacêuticaJapãoFarmacêutica67,40%
45Schneider ElectricFrançaEquipamentos elétricos67,00%
46Shinhan Financial GroupCoreia do SulBancos67%
47KeringFrançaTêxtil e luxo66,80%
48Ingersoll-RandEstados UnidosMaquinaria66,70%
49Banco do BrasilBrasilBancos66,60%
50NestleSuíçaProdutos alimentícios66,60%
51LegrandFrançaEquipamentos elétricos66,50%
52Engie Brasil EnergiaBrasilProdução de energia66,40%
53GlaxoSmithKlineReino UnidoFarmacêutica66,30%
54ING GroepHolandaBancos65,90%
55Sekisui ChemicalJapãoBens de consumo domésticos65,60%
56AccionaEspanhaUtilidades Elétricas65,60%
57H & M Hennes & MauritzSuéciaVarejo especial65,10%
58Aberdeen Asset ManagementReino UnidoMercado de Capitais64,50%
59NVIDIAEstados UnidosEquipamentos semicondutores64,40%
60DaimlerAlemanhaAutomóveis64,20%
61DiageoReino UnidoBebidas64,20%
62BT GroupReino UnidoServiços de Telecomunicações64,00%
63Singapore Telecommunications LimitedSingapuraServiços de Telecomunicações61,70%
64NovartisSuíçaFarmacêutica63,70%
65SandvikSuéciaMaquinaria63,40%
66Chr. HansenDinamarcaQuímica63,30%
67Coca-Cola European PartnersReino UnidoBebidas63,20%
68Nissan Motor CoJapãoAutomóveis63,10%
69Texas InstrumentsEstados UnidosEquipamentos semicondutores63,00%
70OrstedDinamarcaUtilidades Elétricas63,00%
71AllianzAlemanhaSeguros62,70%
72Lenovo GroupChinaTecnologia62,60%
73TelusCanadáServiços de Telecomunicações62,50%
74Taiwan Semiconductor ManufacturingTaiwanEquipamentos semicondutores62,30%
75MetLifeEstados UnidosSeguros62,00%
76Banco Santander BrasilBrasilBancos61,90%
77HPEstados UnidosTecnologia61,80%
78Sun Life FinancialCanadáSeguros61,50%
79Hewlett Packard EnterpriseEstados UnidosTecnologia61,50%
80National Australia BankAustraliaBancos61,30%
81General ElectricEstados UnidosConglomerados industriais60,90%
82VerbundAustriaUtilidades Elétricas60,90%
83Akzo NobelHolandaQuímica60,70%
84L´ÓrealFrançaProdutos de uso pessoal60,70%
85AXAFrançaSeguros60,60%
86Nordea BankSuéciaBancos60,50%
87OrklaNoruegaProdutos alimentícios60,40%
88WartsilaFinlândiaMaquinaria60,10%
89Canadian Imperial Bank of CommerceCanadáBancos60,00%
90RenaultFrançaAutomóveis59,70%
91SyngentaSuíçaQuímica59,70%
92Johnson & JohnsonEstados UnidosFarmacêutica59,60%
93PoscoCoreia do SulMetais e Mineração59,50%
94SuezFrançaMultiutilidades59,30%
95UmicoreBélgicaQuímica59,20%
96Vestas Wind SystemsBélgicaEquipamentos elétricos58,30%
97SSEReino UnidoUtilidades Elétricas56,80%
98Capital LandSingapuraGestão Imobiliária e Incorporação55,10%
99Derwent LondonReino UnidoSociedades de Investimento Imobiliário54,30%
100City DevelopmentsSingapuraGestão Imobiliária e Incorporação54,10%

* A Svenska Cellulosa Aktiebolaget foi dividida em duas novas empresas em 15 de junho de 2017, denominadas SCA e Essity.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasMeio ambienteRankingsSustentabilidade

Mais de Negócios

De pequena lanchonete à franquia bilionária: o que o sucesso do McDonald’s ensina aos empreendedores

Desenrola Pequenos Negócios renegocia R$ 1,25 bilhão até 12 de junho

Executivos veem a inteligência artificial como um “divisor de águas”

Para onde vai o lixo que foi multiplicado pelas enchentes no Rio Grande do Sul?

Mais na Exame