Negócios

Anglo American amplia produção de diamantes e minério no 3º tri

Produção de diamantes, principal fonte de lucro da empresa no primeiro semestre, teve alta de 4% entre julho e setembro

Anglo American: só a produção de cobre da empresa teve retração (Anglo American/Divulgação)

Anglo American: só a produção de cobre da empresa teve retração (Anglo American/Divulgação)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 25 de outubro de 2016 às 06h54.

Londres - A Anglo American divulgou hoje avanço na produção de todas as suas divisões no terceiro trimestre, com exceção da de cobre, à medida que manteve a estratégia de focar seu desempenho operacional.

A produção de diamantes, o principal gerador de lucros subjacentes no primeiro semestre do ano, teve expansão anual de 4% entre julho e setembro, a 6,3 milhões de quilates.

Já a de minério de ferro, que teve a segunda maior contribuição para os ganhos do primeiro semestre, cresceu 14% na mesma comparação, a 16,3 milhões de toneladas, após a Anglo American ampliar a produção na operação brasileira de Minas-Rio e reestruturar a mina de Sishen na África do Sul.

A produção de cobre, por outro lado, caiu 9% no último trimestre, a 139,8 mil toneladas, em parte afetada por greves nas operações chilenas de Los Bronces e El Soldado.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:Anglo AmericanMineradoras

Mais de Negócios

Precavida Brasil quer expandir atuação no mercado nacional de precatórios

EXCLUSIVO: Suzano investe US$ 5 milhões em startup canadense que desenvolve hidrogel com eucalipto

Marqueteiro por trás dos copos Stanley retorna à Crocs

Morre Samuel Barata, controlador do grupo Drogaria São Paulo e Pacheco, aos 93 anos

Mais na Exame