Negócios

American Express tem prejuízo de US$ 1,19 bi no 4º trimestre

A receita, no entanto, saltou 10%, de US$ 8,022 bilhões para US$ 8,839 bilhões

American Express: excluindo-se os efeitos do recente corte de impostos nos Estados Unidos, o lucro líquido por ação foi de US$ 1,58 (Getty Images/Getty Images)

American Express: excluindo-se os efeitos do recente corte de impostos nos Estados Unidos, o lucro líquido por ação foi de US$ 1,58 (Getty Images/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 18 de janeiro de 2018 às 20h03.

São Paulo - A operadora de cartões de crédito American Express reportou prejuízo de US$ 1,19 bilhão (US$ 1,41 por ação) no quarto trimestre de 2017, revertendo o lucro líquido de US$ 825 milhões em igual período do ano anterior. A receita, no entanto, saltou 10%, de US$ 8,022 bilhões para US$ 8,839 bilhões. No after-hours em Nova York, às 19h28 (de Brasília), a ação caía 2,21%.

De acordo com a companhia, excluindo-se os efeitos do recente corte de impostos nos Estados Unidos, o lucro líquido por ação foi de US$ 1,58. Analistas consultados pela FactSet previam resultado menor, de US$ 0,93.

Para todo o ano de 2017, o lucro recorrente por ação foi de US$ 5,87, em linha com as projeções da companhia. Para 2018, a expectativa de lucro por ação passou de US$ 6,90 para US$ 7,30.

Acompanhe tudo sobre:American ExpressBalançosPrejuízo

Mais de Negócios

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Como um adolescente de 17 anos transformou um empréstimo de US$ 1 mil em uma franquia bilionária

Um acordo de R$ 110 milhões em Bauru: sócios da Ikatec compram participação em empresa de tecnologia

Por que uma rede de ursinho de pelúcia decidiu investir R$ 100 milhões num hotel temático em Gramado

Mais na Exame