Negócios

Acima de previsão, Johnson & Johnson lucra US$ 4,27 bi

Para o diretor executivo da empresa, Alex Gorsky, os resultados refletem o sucesso do lançamento de novos produtos


	Johnson & Johnson: mesmo com os resultados acima das expectativas, a empresa enfrenta problemas, como a ameaça da concorrência

Johnson & Johnson: mesmo com os resultados acima das expectativas, a empresa enfrenta problemas, como a ameaça da concorrência

DR

Da Redação

Publicado em 18 de outubro de 2016 às 10h43.

Nova York - A Johnson & Johnson superou as expectativas no terceiro trimestre, impulsionada pelo crescimento no setor farmacêutico.

No trimestre encerrado em setembro, a empresa registrou lucro líquido de US$ 4,27 bilhões (ou US$ 1,68 por ação), de US$ 3,36 bilhões (ou US$ 1,20 por ação) no mesmo período do ano anterior. Às 10h12, a ação da Johnson & Johnson subia 0,02% no pré-mercado de Nova York.

A receita, na mesma comparação, cresceu 4,2%, e foi a US$ 17,8 bilhões no terceiro trimestre. Analistas ouvidos pela Thomson Reuters projetavam um lucro de US$ 1,66 por ação.

Para o diretor executivo da empresa, Alex Gorsky, os resultados refletem o sucesso do lançamento de novos produtos, "que foram impulsionados pelo forte crescimento em nosso negócio de produtos farmacêuticos".

No entanto, mesmo com os resultados acima das expectativas, a Johnson & Johnson enfrenta problemas, como a ameaça da concorrência, com produtos de menor preço, e a valorização do dólar, que enfraquece os produtos da companhia nos mercados emergentes. Fonte: Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas americanasJohnson & JohnsonLucro

Mais de Negócios

Apple mantém diálogos com concorrente Meta sobre IA

30 franquias baratas para começar a empreender a partir de R$ 9.500

Empreendendo no mercado pet, ele saiu de R$ 50 mil para R$ 1,8 milhão. Agora, aposta em franquias

Ele quer chegar a 100 lojas e faturar R$ 350 milhões com produtos da Disney no Brasil

Mais na Exame