Acompanhe:

Varejistas chineses apostam em descontos para atrair clientes no país, diante da incerteza econômica

As empresas de e-commerce Alibaba e JD.com atingiram as expectativas do mercado para o trimestre, a aposta recente dos dois negócios tem sido a venda com desconto na tentativa de atrair mais consumidores

Modo escuro

Continua após a publicidade
E-commerce na China: Mesmo com o cenário de incerteza econômica, empresas tem adaptado suas estratégias para oferecer opções atrativas aos clientes (Peng Song/Getty Images)

E-commerce na China: Mesmo com o cenário de incerteza econômica, empresas tem adaptado suas estratégias para oferecer opções atrativas aos clientes (Peng Song/Getty Images)

As maiores empresas de e-commerce da China estão apostando em venda de itens com descontos diante da incerteza econômica do país e da procura por preços baixos. O Grupo Alibaba e a JD.com passaram a promover campanhas para vender itens a preço baixo.

A iniciativa está compensando a diminuição do ritmo de compra dos chineses, já que o resultado das duas empresas atingiram as expectativas do mercado para o quarto trimestre.

Crescimento e expectativas

JD.com teve crescimento de 7,6% na receita no terceiro trimestre deste ano e o Alibaba teve o maior crescimento na receita desde 2021, em 14%, no trimestre de abril a junho.

Para os próximos trimestres, executivos do Alibaba e JD.com estão cautelosos sobre as perspectivas de negócios, já que a economia da China mostra mais sinais de desaceleração. A JD.com está se reestruturando, disseram executivos durante uma reunião de resultados.

No Alibaba, os líderes de diferentes equipes de negócios se tornaram mais conservadores na aprovação de novos investimentos, disseram funcionários familiarizados com o assunto. 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Yellen diz que a relação EUA-China está ‘mais estável’, mas que ainda há espaço para melhora
Economia

Yellen diz que a relação EUA-China está ‘mais estável’, mas que ainda há espaço para melhora

Há 4 horas

Importação e exportação de serviços da China chegam a 1,191 trilhão de yuans no 1º bimestre de 2024
Mundo

Importação e exportação de serviços da China chegam a 1,191 trilhão de yuans no 1º bimestre de 2024

Há 4 horas

China espera boom turístico durante feriado de Dia de Finados no país
Mundo

China espera boom turístico durante feriado de Dia de Finados no país

Há 18 horas

Xangai testa primeira política de incentivo fiscal ao comércio offshore; entenda como vai funcionar
Mundo

Xangai testa primeira política de incentivo fiscal ao comércio offshore; entenda como vai funcionar

Há 18 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais