Acompanhe:

O ex-presidente Donald Trump instou os republicanos no Congresso, nesta segunda-feira, 5, a se oporem ao acordo que prevê um pacote de US$ 60 bilhões (R$ 296 bilhões na cotação atual) para a Ucrânia e uma reforma que endurece o sistema de imigração americano.

"Só um idiota, ou um democrata radical de esquerda, votaria a favor deste terrível projeto de lei fronteiriça que só dá autoridade de fechamento após 5 mil interceptações diárias, quando já temos o direito de FECHAR A FRONTEIRA AGORA, o que deve ser feito", disse na sua rede Truth Social.

O presidente democrata Joe Biden pediu ao Congresso, no final do ano passado, que aprovasse um pacote legislativo com fundos para Ucrânia, Israel e a segurança na fronteira com o México. Os republicanos condicionaram o seu apoio ao endurecimento da política de imigração.

Um grupo de senadores republicanos e democratas negociou um pacto revelado no domingo, que prevê uma nova autoridade de emergência para fechar a fronteira entre os Estados Unidos e o México quando "ela entrar em colapso", segundo Biden.

Se for adotado, as autoridades poderão restringir as passagens de fronteira se a média diária de migrantes atingir os 4 mil em uma semana, mas serão obrigadas a proibi-las se excederem uma média de 5 mil por dia — em um período de sete dias consecutivos — ou 8,5 mil em um único dia, diz o texto do acordo bipartidário.

Resta saber se este texto será aprovado pelo Congresso neste ano eleitoral devido à oposição frontal da ala mais rígida dos conservadores, leais a Trump, o grande favorito à nomeação republicana para as eleições presidenciais de novembro.

"Não sejam ESTÚPIDOS!!! Precisamos de um projeto de lei independente sobre fronteiras e imigração", diz Trump na sua mensagem, na qual pede que não esteja vinculado "de forma alguma à ajuda externa".

"Os democratas quebraram a imigração e a fronteira. Deveriam consertá-las", acrescentou.

Trump acusa Biden de ser fraco e de abrir totalmente a fronteira aos imigrantes, o que é negado pelos democratas, que afirmam ter expulsado cerca de 460 mil pessoas em pouco mais de sete meses, até o final de dezembro, por não possuírem as condições para entrar.

O magnata republicano promete "a maior deportação interna da história dos Estados Unidos" se voltar à Casa Branca porque acredita que os migrantes 'envenenam o sangue do país".

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Que horas começa 'O Simpatizante'? Minissérie com Robert Downey Jr. estreia hoje; veja horário
Pop

Que horas começa 'O Simpatizante'? Minissérie com Robert Downey Jr. estreia hoje; veja horário

Há 11 horas

EUA não vão participar de retaliações contra o Irã, diz porta-voz da Casa Branca
Mundo

EUA não vão participar de retaliações contra o Irã, diz porta-voz da Casa Branca

Há 17 horas

Conflito no Oriente Médio: resposta de Israel, apoio dos Estados Unidos e sombra de China e Rússia
Mundo

Conflito no Oriente Médio: resposta de Israel, apoio dos Estados Unidos e sombra de China e Rússia

Há um dia

Irã confirma ataque de drones e mísseis contra Israel, diz imprensa estatal iraniana
Mundo

Irã confirma ataque de drones e mísseis contra Israel, diz imprensa estatal iraniana

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais