Mundo

Tornado deixa vários feridos e 200 mil sem energia elétrica no Canadá

O tornado derrubou várias linhas de tensão ao longo da região. Cerca de 30 pessoas ficaram feridas, seis hospitalizadas, e duas em condição grave.

Tornado causa estragos na região de Quebec no Canadá (Chris Wattie/Reuters)

Tornado causa estragos na região de Quebec no Canadá (Chris Wattie/Reuters)

A

AFP

Publicado em 23 de setembro de 2018 às 11h47.

Mais de 200.000 moradores da região de Ottawa, a capital canadense, continuavam sem energia elétrica no sábado (22), e duas pessoas ficaram gravemente feridas depois que um potente tornado destruiu casas, na véspera.

De acordo com a agência oficial de Meio Ambiente do Canadá, citada por vários jornais locais, o tornado de sexta-feira foi classificado como de categoria 3 (na escala de 5 de Fujita), com ventos de até 250 km/h.

Depois de visitar Dunrobin, uma zona fortemente atingida, no oeste da cidade, o prefeito de Ottawa, Jim Watson, comparou o ocorrido a um bombardeio aéreo. Segundo ele, o tornado foi "dos dois, ou três, eventos mais traumáticos que afetaram nossa cidade" na história.

"Não tive um experiência como essa em toda minha vida vivendo em Ottawa", afirmou, acrescentando que "havia 60 casas destruídas, ao menos parcialmente".

Gatineau, na província de Québec ao norte de Ottawa, também foi duramente afetado pela tormenta.

Cerca de 30 pessoas ficaram feridas, seis hospitalizadas, e duas em condição grave até sábado, segundo autoridades médicas do hospital em que se encontram internadas.

O tornado derrubou várias linhas de tensão ao longo da região. O prefeito antecipou que pode levar vários dias até que a energia elétrica seja plenamente restabelecida.

O primeiro-ministro de Québec, Philippe Couillard, que se encontra em campanha para as eleições legislativas provinciais em 1º de outubro, modificou seus planos e, assim como seus três principais adversários, visitou vítimas em Gatineau.

Em entrevista coletiva, Couillard anunciou que o governo de Québec doará um milhão de dólares à Cruz Vermelha para ajudar as vítimas.

Acompanhe tudo sobre:CanadáTornados

Mais de Mundo

Biden promete a estudantes que escutará protestos por Gaza e trabalhará por 'paz duradoura'

Japão faz alerta depois de ursos atacarem diversas pessoas no nordeste do país

Espanha chama para consultas embaixadora na Argentina e exige desculpas de Milei

Após dois anos de pausa, Blue Origin, de Jeff Bezos, leva passageiros ao espaço

Mais na Exame