Mundo

Tempestade Idalia deve atingir a Flórida como furacão; autoridades declaram estado de emergência

Tormenta se desloca para o norte do estado a 13 km/h e deve ganhar força até quarta-feira

Flórida: Idalia deve se tornar um furacão de, ao menos, categoria 3 (Agence France-Presse/AFP)

Flórida: Idalia deve se tornar um furacão de, ao menos, categoria 3 (Agence France-Presse/AFP)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 28 de agosto de 2023 às 11h52.

Última atualização em 28 de agosto de 2023 às 11h53.

A tempestade tropical Idalia se intensificou nas últimas horas e se aproxima nesta segunda-feira, 28, da costa oeste de Cuba, em seu caminho para a Flórida, onde a previsão é de que chegue como um furacão de categoria 3, segundo as autoridades americanas.

A tempestade está 150 km ao sul da parte mais oeste de Cuba e avança com ventos máximos sustentados de 100 km/h, de acordo com o relatório mais recente do Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo em primeira mão. Inscreva-se no Telegram da Exame

Idalia se converterá em furacão nesta segunda-feira, conforme as previsões do NHC, que emitiu um alerta para a província cubana de Pinar del Río.

A tormenta se desloca para o norte a 13 km/h e deve ganhar força nas próximas horas até alcançar a costa oeste da Flórida, no sudeste do Estados Unidos, na quarta-feira.

Idalia deve se tornar um furacão de, ao menos, categoria 3, isto é, com ventos máximos sustentados de entre 178 e 208 km/h, segundo o NHC.

Perigo

Ron DeSantis, governador da Flórida e pré-candidato à presidência dos Estados Unidos, declarou estado de emergência em 46 condados pela ameaça de Idalia e anunciou evacuações em partes do oeste.

"Este vai ser um furacão poderoso e, sem dúvida, vai afetar o estado da Flórida de muitas maneiras diferentes. Assim, por favor, prestem atenção às diretrizes de suas autoridades locais", disse DeSantis em coletiva de imprensa nesta segunda-feira.

"Isto pode custar a vida de alguém, pode custar seu sustento", insistiu o governador. "Esta é uma batalha com a mãe natureza, e não é algo contra o que se deseja lutar", completou.

Em setembro do ano passado, o furacão Ian, de categoria 5, matou quase 150 pessoas e deixou graves danos materiais em sua passagem pelo sudoeste da Flórida.

Acompanhe tudo sobre:FuracõesFlóridaEstados Unidos (EUA)

Mais de Mundo

De Niro chama Trump de 'palhaço' em frente a tribunal e pede votos para Biden; veja o vídeo

Por que os EUA ainda não colocaram humanos em Marte?

China apresenta exército de cães robôs equipados com metralhadoras; veja o vídeo

Estoque de urânio do Irã preocupa comunidade internacional

Mais na Exame