Mundo

Reino Unido deve lançar passaporte de covid para jogos esportivos e festas

Iniciativa de carteira que contenha dados como vacinação e resultados de exames para a covid começam a se espalhar no mundo; Boris Johnson deve anunciar detalhes nesta segunda

Estádio de Anfield, do Liverpool: passaporte pode ajudar na retomada de público em eventos esportivos (Wikimedia Commons/Jon Grimshaw/Divulgação)

Estádio de Anfield, do Liverpool: passaporte pode ajudar na retomada de público em eventos esportivos (Wikimedia Commons/Jon Grimshaw/Divulgação)

MS

Marcelo Sakate

Publicado em 4 de abril de 2021 às 09h31.

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, deve anunciar nesta segunda-feira, 5, informações sobre uma espécie de passaporte ou carteira que britânicos terão que carregar com informações sobre seu histórico com a covid-19, segundo agências de notícias.

A certificação tem o objetivo permitir uma retomada mais planejada e segura do ponto de vista da pandemia a eventos com aglomeração de pessoas, como jogos de futebol e outros eventos esportivos e a ida a bares, restaurantes e festas.

Nesse passaporte da covid-19 para atividades cotidianas devem constar informações como se a pessoa já foi vacinada e qual imunizante recebeu e resultados de exames, positivos ou negativos com as respectivas datas.

A carteira deve ser colocada inicialmente em prática na forma de um projeto-piloto e, segundo Johnson, terá um papel importante para permitir que "o país possa ser reaberto e que as pessoas retornem a eventos, viagens e outras coisas que elas amam da maneira mais segura possível".

O plano, no entanto, deve sofrer resistências no Parlamento, incluindo de representantes do próprio Partido Conservador ao qual o primeiro-ministro pertence.

Iniciativas como essas começam a se espalhar em países desenvolvidos, como nos Estados Unidos e na Escandinávia, com especialistas em direitos humanos alertando que tal medida pode aumentar a segregação por meio de renda no mundo e dentro dos próprios países.

Acompanhe tudo sobre:Boris JohnsonEventosFutebolPandemiaReino Unidovacina contra coronavírusViagens

Mais de Mundo

Brasil é 3º país mais inseguro da América do Sul, diz Global Peace Index

Candidato à presidência denuncia 'prisão arbitrária' de assistentes na Venezuela

Pequeno município no leste da China desenvolve indústria panificadora bilionária

Após escândalo com PwC na China, KPMG e EY assumem auditorias no país

Mais na Exame