Mundo

Pyongyang acusa Coreia do Sul de disparar primeiro

Exército norte-coreano ameaçou atacar novamente, caso o Sul invada seu território

Grandes colunas de fumaça na ilha de Yeonpyeong (Str/AFP)

Grandes colunas de fumaça na ilha de Yeonpyeong (Str/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 23 de novembro de 2010 às 08h13.

Seul - A Coreia do Norte acusou nesta terça-feira a Coreia do Sul de ter disparado primeiro, depois do bombardeio de uma ilha sul-coreana que deixou dois mortos e 18 feridos, informou a agência oficial norte-coreana KCNA.

"O inimigo sul-coreano, apesar de nossas reiteradas advertências, realizou provocações militares com disparos de artilharia contra nosso território marítimo ao lado da ilha de Yeonpyeong, a partir das 13h00 (04h00 GMT)", indicou o comando do exército norte-coreano em um comunicado divulgado pela KCNA.

"O Exército norte-coreano continuará sem hesitar seus ataques militares se o inimigo sul-coreano se atrever a invadir nosso território, nem que seja 0,001 milímetro", segundo o comunicado.

A Coreia do Norte disparou dezenas de peças de artilharia contra a ilha sul-coreana de Yeonpyeong, o que provocou tiros de resposta da Coreia do Sul, que colocou suas Forças Armadas em estado de alerta máximo.

Após o ataque, Seul prometeu represálias em caso de novas provocações da Coreia do Norte.

"Nosso Exército responderá firmemente a qualquer nova provocação", afirma um comunicado da presidência sul-coreana.

Acompanhe tudo sobre:ÁsiaCoreia do SulPolítica

Mais de Mundo

Estátua de cera de Abraham Lincoln derrete no calor brutal de Washington, nos EUA

Brasileiro é eleito para chefiar a Interpol pela 1ª vez

Qual o plano deste estado dos EUA para criar uma renda básica universal?

Milei diz que está reescrevendo parte da teoria econômica e mereceria um Nobel de Economia

Mais na Exame