Acompanhe:

Papa pede para o mundo parar de 'desfigurar o rosto da Amazônia'

O pontífice realizou missa solene para concluir a primeira assembleia de bispos dedicada à defesa da região

Modo escuro

Continua após a publicidade
Papa Francisco: pontífice defendeu o fim da exploração de povos indígenas (Alessandro Bianchi/Reuters)

Papa Francisco: pontífice defendeu o fim da exploração de povos indígenas (Alessandro Bianchi/Reuters)

A
AFP

Publicado em 27 de outubro de 2019 às, 11h06.

O papa Francisco pediu para o mundo parar de "desfigurar o rosto da Amazônia", na missa deste domingo na basílica de São Pedro de conclusão do sínodo dedicado à região.

"Os erros do passado não foram suficientes para deixar de espoliar e causar feridas a nossos irmãos e nossa irmã Terra: vimos no rosto desfigurado da Amazônia", disse o papa diante de centenas de religiosos e outros convidados, entre eles indígenas provenientes da bacia amazônica.

Em sua homilia, o papa condenou "o desprezo" pela história e pelas tradições de outros povos, "considerando-os inferiores e de pouco valor" e que "apaga sua história, ocupa seus territórios, usurpa seus bens", disse.

"Quanta suposta superioridade que hoje se converte em opressão e exploração!", lamentou.

O papa argentino criticou também a hipocrisia de tantos cristãos que "praticam a religião do eu".

"E, além de esquecer de Deus, esquece do próximo; ou pior, lhe despreza. Ou seja, para ele não tem um preço, não tem um valor. Se considera melhor que os demais, a quem chama, literalmente, de 'os demais, o resto'. São 'o resto', os descartados de quem precisa se manter à distância", condenou.

"Quantas vezes vemos acontecer esta dinâmica na vida e na história! Quantas vezes quem está à frente, como fariseu em relação ao publicano, levanta muros para aumentar as distâncias, tornando os demais descartados", acrescentou.

Com essa defesa dos "descartados", o papa concluiu com uma missa solene a primeira assembleia de bispos dedicada à defesa da Amazônia de seus habitantes.

Nenhum símbolo religioso indígena foi utilizado durante a cerimônia na basílica vaticana.

Os 184 bispos que participaram do sínodo aprovaram um documento que pede a criação do "pecado ecológico", bem como a possibilidade de ordenar padres casados e estudar a possibilidade de contar com mulheres diáconos - temas tabu para os católicos conservadores.

Últimas Notícias

Ver mais
Biden fará visita à fronteira entre EUA e México no mesmo dia que Trump
Mundo

Biden fará visita à fronteira entre EUA e México no mesmo dia que Trump

Há 3 horas

Dinamarca conclui investigação sobre sabotagem ao Nord Stream sem iniciar processo
Mundo

Dinamarca conclui investigação sobre sabotagem ao Nord Stream sem iniciar processo

Há 8 horas

Morre soldado dos EUA que ateou fogo ao próprio corpo diante da embaixada de Israel
Mundo

Morre soldado dos EUA que ateou fogo ao próprio corpo diante da embaixada de Israel

Há 8 horas

ONU teme por civis de Gaza com anunciada ofensiva de Israel em Rafah
Mundo

ONU teme por civis de Gaza com anunciada ofensiva de Israel em Rafah

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais