Nova Zelândia encerra lockdown de três dias após detectar variante de covid-19

O lockdown em Auckland foi o primeiro na Nova Zelândia em cerca de seis meses

A Nova Zelândia vai suspender o lockdown por covid-19 em sua maior cidade, Auckland, e aliviará as restrições no resto do país a partir da meia-noite desta quarta-feira, 17, informou a primeira-ministra Jacinda Ardern.

Os quase 2 milhões de residentes de Auckland foram colocados em um confinamento repentino de três dias na segunda-feira, depois que uma variante mais contagiosa do covid-19, que surgiu pela primeira vez no Reino Unido, foi detectada em uma família de três pessoas.

As autoridades de saúde relataram três novos casos de covid-19 foram transmitidos localmente, todos da mesma casa que a criança que testou positivo no domingo.

O bloqueio de Auckland foi o primeiro no país em cerca de seis meses, depois que uma forte paralisação nacional no início da pandemia parecia ter eliminado amplamente a transmissão local.

A Nova Zelândia deve começar a vacinar seus 5 milhões de habitantes contra o novo coronavírus em 20 de fevereiro, depois de receber o imunizante da Pfizer-BioNTech.

 

(*Com informações da Reuters)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.