Acompanhe:

O tão aguardado plano para reduzir o trânsito de Manhattan, em Nova York, estabelece um pedágio de US$ 15 (equivalente a R$ 73, na cotação atual) para carros de passageiros, com descontos para motoristas que já pagam uma taxa de travessia na cidade, de acordo com a recomendação de um relatório.

O programa é o primeiro do tipo nos Estados Unidos e deverá arrecadar US$ 1 bilhão por ano para ajudar a modernizar o sistema de trânsito da cidade de Nova York.

“Isto é muito importante e um grande impulso para a economia da região”, disse Carl Weisbrod, presidente do conselho para a revisão da mobilidade e ex-diretor do departamento de planejamento urbano da cidade.

A Autoridade Metropolitana de Transportes (MTA, na sigla em inglês) está implementando o programa e pretende cobrar os motoristas no final da primavera no Hemisfério Norte. Mas, o governador de Nova Jersey, Phil Murphy, entrou com uma ação judicial para obrigar a MTA a passar por um processo de revisão ambiental mais demorado, o que pode atrasar o novo pedágio.

Murphy criticou a proposta, chamando a estrutura de “totalmente inadequada”.

“Cobrar um valor injustificado aos passageiros de Nova Jersey é errado”, disse em comunicado. “Não nos resta outra escolha senão resolver nossas preocupações através da litigação.”

A MTA vai avaliar as recomendações do conselho e poderá fazer ajustes. O conselho sugere que os veículos de passageiros paguem US$ 15 por dia para entrar no centro financeiro, enquanto os caminhões paguem entre US$ 24 e US$ 36, de acordo com o relatório preliminar obtido pela Bloomberg News.

“O valor é fundamental para o futuro de NY, proporcionando melhor trânsito, ar mais limpo e menos congestionamento”, disse John Lindsay, porta-voz da governadora de NY, Kathy Hochul. “A governadora disse repetidamente que US$ 23 é muito caro para os pedágios e está revisando cuidadosamente as recomendações do conselho.”

O "New York Times" reportou primeiramente a estrutura de pedágio recomendada na quarta-feira.

O pedágio não se aplicaria a táxis e veículos alugados, mas cobraria dos passageiros, por viagem, US$ 1,25 para táxis e US$ 2,50 para corridas de aplicativos, como Uber.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Incêndio no Texas é tão grande que pode ser visto do espaço
Mundo

Incêndio no Texas é tão grande que pode ser visto do espaço

Há 4 horas

Câmara dos Representantes dos EUA aprova lei de gasto temporário para evitar shutdown
Mundo

Câmara dos Representantes dos EUA aprova lei de gasto temporário para evitar shutdown

Há 18 horas

PCE: índice de inflação nos EUA mantém queda e vai a 2,4% em janeiro
Economia

PCE: índice de inflação nos EUA mantém queda e vai a 2,4% em janeiro

Há um dia

O que se sabe sobre o projeto Maven, o programa militar de IA dos EUA
Inteligência Artificial

O que se sabe sobre o projeto Maven, o programa militar de IA dos EUA

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais